Meteorologia

  • 20 OUTUBRO 2018
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Zagallo completa 87 anos nesta quinta-feira, dia 9 de agosto

Maior vencedor da história das Copas, tetracampeão faz aniversário nesta quinta-feira

Zagallo completa 87 anos nesta quinta-feira, dia 9 de agosto
Notícias ao Minuto Brasil

13:23 - 09/08/18 por Notícias Ao Minuto

Esporte LENDA

>clclass="p1">É difícil falar da Seleção Brasileira e não pensar em Mário Jorge Lobo Zagallo. As histórias da Verde e Amarela e do Velho Lobo se misturam. Nesta quinta-feira (9), a maior personificação do espírito de vestir a Amarelinha, de bater no peito com orgulho sobre as cinco estrelas e vibrar com a magia do futebol pentacampeão mundial, completa 87 anos. O mundo do futebol celebra a vida e a trajetória do maior vencedor da história das Copas do Mundo: o “Senhor Seleção“.

Zagallo revolucionou o futebol com a Amarelinha. Dono de uma inteligência extraordinária e uma visão de jogo privilegiada, se caracterizou pela entrega e versatilidade. Como ponta esquerda de origem, modificou o DNA da posição com sua capacidade de marcação pelas laterais e ajuda à compactação do meio campo. A dedicação solidária deu à Zagallo o apelido de “Formiguinha“.

Foi o estilo versátil do Formiguinha que o levou para a Copa do Mundo de 1958. Titular do técnico Vicente Feola, integrou a campanha que trouxe o primeiro título mundial para o Brasil. Indispensável durante toda a trajetória na Suécia, foi premiado com um gol na grande decisão, justamente contra os donos da casa, e vencida pela Seleção por 5 a 2.

Quatro anos mais tarde, voltou a vestir a Amarelinha em um Mundial, desta vez no Chile. Junto a Garrincha, Vavá, Amarildo, Didi e companhia, Zagallo mais uma vez foi um dos pilares da formação canarinha que conquistou o bicampeonato mundial em 1962. Em Copas do Mundo, o Formiguinha vestiu a camisa da Seleção em 12 oportunidades, anotando dois gols. Ao todo, foram 36 partidas pela Verde e Amarela e seis tentos na conta do brilhante ponta esquerda.

Não satisfeito em bordar duas galhardas estrelas sobre o escudo mais famoso do futebol mundial, Zagallo levou sua gigantesca contribuição prestada à Seleção para a área técnica. E, mais uma vez, colocou a máquina de costura para trabalhar. Como treinador, Mestre Zagallo ganhou fama mundial por montar o maior time de todos os tempos: o Brasil da Copa do Mundo de 1970, no México. Ao apostar em uma formação mágica, que combinava os talentos de Pelé, Rivellino, Tostão, Jairzinho, Gérson, Carlos Alberto Torres e outras estrelas, encantou o mundo e alterou os paradigmas do futebol para sempre. Em um Estádio Azteca lotado, foi erguido como herói. Na bagagem, o terceiro título mundial da carreira e da história da Seleção Brasileira e o primeiro a realizar o feito como atleta e como treinador.

A última participação em títulos da Canarinho, mais indireta, mas não menos importante, veio na Copa do Mundo de 1994, nos Estados Unidos. Auxiliar técnico de Carlos Alberto Parreira, contribuiu com a formação do grupo que acabaria com um  jejum de 24 anos e levantaria o título Mundial pela quarta vez. Na conta do Velho Lobo, quatro conquistas do apogeu do futebol mundial, o maior vencedor de todos os tempos. Foi ainda treinador nos Mundiais de 1974 e 1998, alcançando o vice-campeonato neste último. Ao todo, chegou à cinco decisões em sete mundiais pela Verde e Amarela. Com vocês, o Senhor Seleção Brasileira.

A carreira do Velho Lobo fora da Seleção também foi marcada por conquistas e sucessos, seja na beira ou dentro do campo. De Atalaia (AL) para os livros de história, foi no Rio de Janeiro (RJ) que Zagallo deu os primeiros passos como jogador de futebol. Após breve passagem pelo América-RJ, vestiu a camisa do Flamengo-RJ entre 1950 e 1958, colecionando títulos. Em seguida, foi peça fundamental da fase áurea do Botafogo-RJ. No Glorioso, fez parte de um elenco estrelado ao lado de Garrincha, Nilton Santos, Didi e outros astros. Pelo clube da Estrela Solitária levantou inúmeros estaduais e troféus regionais.

Mestre Zagallo seguiu sua relação próxima com o futebol ao pendurar as chuteiras. À beira do campo, como treinador, o Velho Lobo preservou o brilhantismo demonstrado dentro das quatro linhas à frente de grandes equipes do futebol brasileiro. Comandou Botafogo-RJ, Flamengo-RJ, Fluminense-RJ, Vasco da Gama-RJ, Bangu-RJ e Portuguesa-SP, onde conquistou dezenas de títulos, entre eles a Taça Brasil de 1968, pelo Glorioso. No exterior, foi técnico do Al-Hilal, da Arábia Saudita.

Zagallo também foi treinador de outras seleções nacionais. Treinou as equipes do Kuwait, da Arábia Saudita e dos Emirados Árabes, sendo um dos principais precursores e colaboradores para o desenvolvimento do futebol no Oriente Médio. Com informações da CBF.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Transmissões ao vivo dos jogos dos principais times do Brasileirão!

Veja resultados, notícias, entrevistas, fotos, vídeos e os bastidores do mundo do esporte

Obrigado por ter ativado as notificações do Esporte ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Brasil Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório