Meteorologia

  • 20 OUTUBRO 2018
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Falência de clubes marca início de temporada na Itália

Pelo menos nove times quebraram nos últimos meses

Falência de clubes marca início de temporada na Itália
Notícias ao Minuto Brasil

13:12 - 05/09/18 por Renan Tanandone

Esporte crise no futebol

Ao menos nove clubes das três principais divisões do futebol italiano, de grande e pequena expressão, não conseguiram escapar neste ano de um destino tão recorrente entre os times do país: a falência. Avellino, Bari, Cesena, Akragas, Modena, Mestre, Reggiana, Vicenza e Fidelis Andria entraram em uma estatística negativa da Itália, que mostra que, desde a quebra da Fiorentina, em 2002, mais de 153 clubes italianos fecharam suas portas, segundo o jornal "la Repubblica".

Vítimas de má gestão financeira pelos seus donos, todos eles terão de recomeçar do zero a partir da atual temporada, assim como o Parma, em 2015, que precisou voltar à Série D (liga amadora) do Campeonato Italiano.

Nenhum clube parece isento da quebra: dos 16 que já conquistaram a Série A, nove faliram ao menos uma vez em sua história. Em alguns casos, os times conseguiram se reerguer, como Bologna, Fiorentina e Napoli, já outros estão até hoje tentando recuperar o prestígio, como Casale e Novese.

Entre os 20 clubes que disputam nesta temporada a principal divisão do Campeonato Italiano, 10 já faliram. Diferentemente do Brasil, onde grande parte dos times de futebol são associações sem fins lucrativos, na Itália, a maioria dos times são empresas - às vezes até de capital aberto - que estão sujeitas a entrar em falência, da mesma forma que qualquer outra companhia.

O primeiro caso mais famoso de falência no país ocorreu em 2002, com a Fiorentina. A Viola tinha dívidas avaliadas em até US$ 50 milhões, além de ser acusada por jogadores e funcionários de não pagar salários. Como resultado, o clube caiu para a quarta divisão (Série C2, na época).

O problema não era algo novo, mas acontecia normalmente com clubes de menor expressão. Na mesma década em que a Fiorentina foi à bancarrota, Alessandria (2003), Ancona (2004), Foggia (2004), Lecco (2002) e Perugia (2005) também quebraram.

+ Real Madrid avalia que Vinicius Junior ainda precisa ser 'lapidado'

Outro caso emblemático é o do Parma, que faliu duas vezes (2004 e 2014). Após conquistar três Copas da Itália e quatro títulos internacionais, o clube quebrou ao ser surpreendido pelo colapso financeiro de sua patrocinadora, a Parmalat.

Após os dois casos, o então presidente do Comitê Olímpico Italiano (Coni), Gianni Petrucci, criou a "Lei Lodo Petrucci", que visava a evitar o desaparecimento de clubes. A medida fez com que os novos times fossem reconhecidos como herdeiros dos títulos esportivos daqueles que faliram, desde que cumprissem algumas regras, como mudar de nome e escudo, por exemplo.

No entanto, a lei foi alvo de muitas críticas por facilitar para empresários sem nenhum preparo administrarem os clubes apenas para lucrar em cima de sua tradição, levando novamente muitos times à falência. Em 2014, quase mil clubes - entre amadores e profissionais - fecharam suas portas, e a lei foi abolida.

Normalmente disputada por 22 equipes, a Série B terá nesta temporada três times a menos, por conta das falências do Bari, Cesena e Avellino. Devido ao número impar de clubes, pelo menos um "folgará" a cada rodada do torneio.

Times como Novara, Catania, Siena, Ternana e Pro Vercelli tentaram obter a promoção para a Série B na Justiça, com o objetivo de ocupar as vagas deixadas por Avellino, Bari e Cesena. No entanto, a Federação Italiana de Futebol (Figc) não aceitou os recursos.

Já a Série C, também afetada por falências, está prevista para começar em 16 de setembro. A terceira divisão do futebol italiano será dividida em três grupos (norte e centro-leste, norte e centro-oeste e sul) com 20 equipes em cada um, mas Andria, Mestre, Reggiana e Vicenza foram à falência. Para ajudar a competição, a Juventus inscreveu seu time B para disputar o torneio. (ANSA)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Transmissões ao vivo dos jogos dos principais times do Brasileirão!

Veja resultados, notícias, entrevistas, fotos, vídeos e os bastidores do mundo do esporte

Obrigado por ter ativado as notificações do Esporte ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Brasil Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório