Meteorologia

  • 18 JULHO 2019
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Boca vai recorrer e pode ir ao CAS para ser declarado campeão

O Boca Juniors havia entrado com um pedido para que o River Plate fosse desclassificado, o que daria o título à equipe de La Bombonera sem precisar entrar em campo

Boca vai recorrer e pode ir ao CAS para ser declarado campeão
Notícias ao Minuto Brasil

05:53 - 30/11/18 por Estadao Conteudo

Esporte Libertadores

A Conmebol anunciou na noite desta quinta-feira que a segunda partida da final da Copa Libertadores entre River Plate e Boca Juniors será jogada no dia 9 de dezembro, um domingo, no estádio Santiago Bernabéu, em Madrid, na Espanha. A decisão foi tomada depois de uma reunião na sede da entidade, em Luque, no Paraguai, e do julgamento da apelação do Boca junto ao Tribunal Disciplinar, que não foi aceita.

O Boca Juniors havia entrado com um pedido para que o River Plate fosse desclassificado, o que daria o título à equipe de La Bombonera sem precisar entrar em campo. Nesta quinta-feira, porém, a Conmebol descartou esta possibilidade e explicou que o time terá que entrar em campo no dia 9 de dezembro.

+ Junior Barranquilla avança e pega o Atlético-PR na final da Sul-America

"O Tribunal de Disciplina da Conmebol resolve não aceitar o requerido na denúncia apresentada pelo Club Atlético Boca Juniors, no dia 25 de novembro de 2018, e sua aplicação apresentada na data de 27 de novembro de 2018", explicou através de comunicado.

Quase que simultaneamente, a Conmebol também revelou as punições que serão aplicadas ao River Plate. Por causa da violência ocorrida no último dia 24, quando o confronto deveria ser disputado, o clube deverá disputar com portões fechados suas duas próximas partidas em casa por competições da entidade. Além disso, será obrigado a pagar uma multa de US$ 400 mil (cerca de R$ 1,54 milhão).

Com estas decisões do Tribunal Disciplinar, o Boca Juniors emitiu um comunicado para dizer que vai recorrer da decisão e indicou que pode acionar a Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês) para ser declarado campeão da Libertadores. Para isso, se baseia em três artigos (8, 13.2 e 18), onde considera responsabilidade do mandante (River Plate) os ataques ao ônibus da equipe antes da partida ser suspensa.

"Seguindo as decisões do Tribunal Disciplinar da Conmebol, o Boca Juniors informa que não compartilha dos argumentos do mesmo e os considera claramente contrários ao regulamento e às jurisprudências anteriores. Serão interpostos os recursos perante a Câmara de Apelações da Conmebol e, eventualmente, perante o Tribunal Arbitral do Esporte", disse o início do comunicado, que se encerra dizendo que o clube buscará todas as vias possíveis.

"O Boca Juniors solicita que as decisões se adequem ao regulamento e que o mesmo seja aplicado a todos os clubes da mesma maneira. Ainda ratifica que esgotará todas as vias jurisdicionais", finalizou.

Transmissões ao vivo dos jogos dos principais times do Brasileirão!

Veja resultados, notícias, entrevistas, fotos, vídeos e os bastidores do mundo do esporte

Obrigado por ter ativado as notificações do Esporte ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Brasil Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório