Meteorologia

  • 25 MARçO 2019
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Goleiro Jefferson afirma não ter sido chamado para seleção por racismo

Declaração pega dirigentes da CBF de surpresa

Goleiro Jefferson afirma não ter sido chamado para seleção por racismo
Notícias ao Minuto Brasil

14:26 - 16/02/19 por Folhapress

Esporte declaração

O goleiro Jefferson, que se aposentou no ano passado, afirmou à ESPN Brasil não ter sido convocado para a seleção brasileira sub-20 em 2003 por ser negro.

Ao participar do programa "Resenha", que tem participação de ex-jogadores, ele disse ter sido informado disso pelo então técnico da categoria, Marcos Paquetá.

"Eu tinha a oportunidade de disputar o Sul-Americano e o Pan-Americano pela sub-20, na época peguei o Valinhos como treinador, me ajudou muito. No Mundial peguei o [Marcos] Paquetá, que também é um cara que sempre gostou do meu futebol. Na convocação para a sub-20, estava praticamente decretada quem seriam os goleiros: eu, Fernando Henrique e Fabiano. Quando saiu a convocação para a sub-20 -na época ia ser em janeiro-, eu estava certo que meu nome estava lá, e para minha surpresa, quando vi no jornal a convocação, meu nome não estava lá. Fiquei muito chateado, pensei 'poxa, o que aconteceu? Um mês atrás estava tudo certo", disse o goleiro.

+ Atleta do Fla internado com 30% do corpo queimado apresenta melhoras

Os convocados foram se preparar para o Mundial nos Emirados Árabes, mas o torneio foi adiado para dezembro por causa da instabilidade política no Iraque.

Foi feita nova convocação e Jefferson foi chamado.

"Eu estava no banco do Max no Botafogo, na Série B, e faltando um mês para a convocação eu nem estava esperando, então recebi uma ligação [do técnico Marcos Paquetá]: 'E aí, está preparado para voltar à seleção? A gente ia te convocar lá atrás, só que a gente foi barrado, porque não poderia convocar goleiro negro. Tinha uma pessoa [da CBF] que falou que não poderia convocar. Essa pessoa saiu e agora podemos fazer o que quisermos fazer'", completou o goleiro.

Jefferson foi titular da seleção que ficou com o título daquele mundial. Também em 2003, já havia jogado o Sul-Americano e o Panamericano sub-20.

Pela seleção principal, ele participou da Copa América de 2011 e da Copa do Mundo de 2014.

"Eu também fiquei surpreso quando soube [das declarações]. Eu nunca presenciei nada com relação a isso. Em minha história na seleção nunca vi nenhum dirigente fazer esse tipo de proibição. O Jefferson deve ter tido alguma razão para dizer o que disse, mas eu nunca vi isso acontecer em nenhuma seleção brasileira. Nunca, nunca, nunca", disse Carlos Alberto Parreira, que em 2003 era o coordenador de seleções.

A reportagem apurou que a declaração pegou de surpresa dirigentes da CBF. A entidade não pretende se manifestar, a não ser que Jefferson ou Paquetá digam quem foi a pessoa a proibir a convocação do goleiro negro.A reportagem tenta entrar em contato com Marcos Paquetá, mas ainda não teve sucesso. Com informações da Folhapress.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Transmissões ao vivo dos jogos dos principais times do Brasileirão!

Veja resultados, notícias, entrevistas, fotos, vídeos e os bastidores do mundo do esporte

Obrigado por ter ativado as notificações do Esporte ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Brasil Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório