Meteorologia

  • 11 NOVEMBRO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Cruzeiro reencontra o River em 'tira-teima' de campeões da Libertadores

O Cruzeiro encontra o River Plate, em Buenos Aires, nesta terça-feira, às 19h15 (de Brasília)

Cruzeiro reencontra o River em 'tira-teima' de campeões da Libertadores
Notícias ao Minuto Brasil

07:40 - 23/07/19 por Estadao Conteudo

Esporte Instabilidade

Em fase instável, pois hoje projeta sua participação nas semifinais da Copa do Brasil enquanto luta para se distanciar da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro inicia nesta terça-feira, às 19h15 (de Brasília), contra o River Plate, em Buenos Aires, pelo duelo de ida das oitavas de final da Copa Libertadores, uma espécie de "tira-teima" histórico entre os dois clubes na competição continental.

Atuando no estádio Monumental de Nuñez na abertura deste embate por vaga nas quartas de final, os dois times se enfrentarão pela terceira vez em um mata-mata do torneio. No primeiro deles, ocorrido em 1976, o time cruzeirense conquistou pela primeira vez a Libertadores, antes de voltar a faturá-la em 1997. Naquela ocasião, a equipe mineira triunfou após três partidas válidas pela decisão - goleou por 4 a 1 na abertura da final, no Mineirão, e depois foi superado por 2 a 1 na capital argentina. E, no jogo extra para definir o campeão, o time celeste ficou com a taça com um triunfo por 3 a 2 em Santiago, no Chile.

Trinta e nove anos mais tarde, porém, o River deu o troco nos cruzeirenses no outro único mata-mata entre os dois clubes até hoje pela Libertadores. Pelas quartas de final de 2015, o Cruzeiro parecia ter encaminhado o seu avanço às semifinais com uma vitória por 1 a 0 no duelo de ida, no Monumental de Nuñez, mas depois foi surpreendido com uma inesperada derrota por 3 a 0 na partida de volta, no Mineirão.

E o triunfo expressivo em Belo Horizonte serviu para embalar o River rumo ao título da Libertadores daquele ano, então o terceiro de sua história, antes de voltar a garantir a taça continental em 2018 - foi campeão do torneio também em 1986 e 1996.

Agora, o Cruzeiro chega para este reencontro com o tradicional clube argentino embalado após ter eliminado o arquirrival Atlético-MG nas quartas de final da Copa do Brasil. "Chegamos muito bem porque a gente vem de uma classificação na Copa do Brasil sobre o nosso rival e acredito que isso dá um ânimo a mais para a nossa equipe também, de chegar aqui na Argentina para poder fazer um grande jogo contra o River", afirmou o atacante Pedro Rocha, em entrevista coletiva antes do treino desta segunda-feira, realizado em um CT do Boca Juniors.

O meia Thiago Neves, recuperado de dores na panturrilha direita que o deixaram de fora das duas últimas partidas do Cruzeiro, treinou no campo pelo segundo dia seguido e mostrou que tem chance de ser escalado pelo técnico Mano Menezes. A sua condição ainda é considerada incerta, pois apenas a parte do aquecimento dos atletas na atividade desta segunda foi aberta aos jornalistas, mas o próprio jogador exibiu confiança ao projetar o duelo desta terça.

"Estou bem, estou me sentindo melhor, já treinei hoje (domingo, na realidade), estou um pouco mais confiante, porque no começo a gente fica com um pouco mais de medo para algumas arrancadas, mas o time também está mais confiante, a gente espera fazer uma boa partida, fazer o que a gente vem fazendo para que a gente consiga pelo menos uma vitoriazinha para nos dar uma vantagem no jogo de volta", disse o meio-campista, em entrevista à TV Globo, durante o desembarque do Cruzeiro em Buenos Aires na madrugada desta segunda-feira.

Pelo lado do River, atual campeão continental, o técnico Marcelo Gallardo deverá promover três novidades na escalação do time em relação à formação levada a campo diante do Gimnasia y Esgrima no último jogo da equipe, que precisou de uma disputa por pênaltis para eliminar o adversário e avançar às oitavas de final da Copa Argentina.

O goleiro Franco Armani e o atacante Matías Suárez, que retornaram ao clube após defenderem a seleção nacional na Copa América, voltam nos lugares que foram ocupados por Germán Lux e Borré. Já o meia uruguaio Nicolás De la Cruz será o substituto do lesionado Leonardo Ponzio. E vale lembrar que o colombiano Borré não poderia atuar de qualquer forma, pois cumprirá suspensão por ter sido expulso contra o Palestino, do Chile, na rodada final da fase de grupos.

Já o atacante Lucas Pratto, que acaba de se recuperar de uma lesão e ganhou liberação médica para voltar a treinar na última quinta-feira, deverá figurar no banco de reservas como opção para entrar no decorrer da partida.

Cruzeiro e River ainda se encontraram por outras três vezes em mata-matas continentais. E em todas as ocasiões a equipe mineira levou vantagem, sendo que obteve seis vitórias em seis jogos destes embates. Primeiro na decisão do título da Supercopa de 1991 e depois na edições de 1998 e 1999 da Copa Mercosul.

Transmissões ao vivo dos jogos dos principais times do Brasileirão!

Veja resultados, notícias, entrevistas, fotos, vídeos e os bastidores do mundo do esporte

Obrigado por ter ativado as notificações do Esporte ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Brasil Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório