Paula Fernandes dá primeira entrevista após vexame: "Mereço respeito"

A cantora soube de toda a repercussão e desabafou, em entrevista

© Getty Images
Fama Arrasada 15:39 - 19/10/16 POR Notícias Ao Minuto

Na última quinta (13), a cantora Paula Fernandes virou assunto nacional após deixar o cantor Andrea Bocelli no vácuo em dueto, durante show em São Paulo. O vídeo foi compartilhado na internet e a a cantora foi muito criticada. Ela alegou que estava muito emocionada. “Emocionada eu estava, mas travada nunca. Me preparei para isso”, afirma.

PUB

Para se explicar sobre o ocorrido e tentar apaziguar as críticas, Paula emitiu uma nota, via assessoria dizendo que a soprano Maria Aleida deveria se juntar à dupla, mas que, por problemas de saúde, teria desistido de subir ao palco de última hora. O fato foi desmentido pela soprano.

Paula soube de toda a repercussão e desabafou, em entrevista ao colunista Bruno Astuto: “O que rola é uma perseguição pesada comigo, em que sempre superdimensionam o que eu faço. Sou uma profissional séria e mereço respeito".

"Fiquei muito chateada, porque eu sou muito profissional, dou sempre o meu melhor. E, desta vez, pegaram muito pesado. Foi uma bomba atômica. Me sinto injustiçada", continuou.

Sobre o que aconteceu na ocasião, a cantora deu sua versão. "Na hora em que eu estava na coxia, praticamente entrando no palco, alguém me disse que a soprano estava com dor de garganta e não poderia cantar. Eu perguntei: “O Andrea está sabendo?”. Disseram que sim, mas ele não sabia. Na hora H, eu cantei os dois versos, ele não sabia, e ficou aquele silêncio. Ou seja, o que aconteceu foi uma desorganização da produção. Nem sei se ela estava doente, estou relatando o que me foi passado. O que eu vi é que ela pronta, arrumada, foi lá para trabalhar. Mas não subiu ao palco".

E continuou, falando sobre a repercussão: "Algumas pessoas superdimensionam ou distorcem o que eu faço; o que eu não faço, inventam. Já não é de hoje. Aquele foi um acontecimento isolado, eu fui crucificada como se tivesse dado um vexame. Num show, tudo pode acontecer. Nas duas primeiras músicas, tudo correu muito bem, mas disso ninguém fala, não é?".

Paula se defendeu, ainda, dizendo que não travou, ao contrário do que foi alegado. "É claro que eu estava emocionada, afinal estava cantando ao lado de um grande ídolo. Mas me preparei muito para aquele momento, estava muito feliz de estar naquele palco. Já fiz, graças a Deus, muitos duetos que me emocionaram, com pessoas maravilhosas, mas sou profissional. Acho injusto ter sido atacada dessa forma", conclui.

Leia também: Após caso com Jô, autores de 'Black Block' discutem com Carioca

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

X