Tiririca pagará indenização por usar hit de RC em campanha

O humorista fez paródia de "O Portão" em propaganda política para reeleição no ano de 2014

Fama Decisão judicial 02:00 - 17/07/17 POR Notícias Ao Minuto

Tiririca pagará indenização por usar hit de Roberto Carlos em campanha © Divulgação

Tiririca faz paródia de música de Roberto e Erasmo Carlos © Reprodução

1 / 2
Tiririca pagará indenização por usar hit de Roberto Carlos em campanha

Tiririca pagará indenização por usar hit de Roberto Carlos em campanha © Divulgação

1 / 2
© Divulgação

Tiririca surgiu na campanha eleitoral de 2014 caracterizado de sósia do cantor Roberto Carlos. Até aí tudo bem. No entanto, o comediante e então candidato, alterou a letra da canção "O Portão", de Roberto e Erasmo Carlos em sua propaganda política.

PUB

Três anos depois, o agora deputado federal Tiririca (PR-SP) é condenado pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) a pagar uma indenização pelo uso da música.

+ Músicos oferecem R$ 5 mil por notebook com canções inéditas roubado

Na campanha, o comediante alterou os versos da música. Em vez de “Eu voltei, agora pra ficar… Porque aqui, aqui é o meu lugar”, Tiririca cantou “Eu votei, de novo vou votar… Tiririca, Brasília é seu lugar”.

Decisão

O TJ-SP concordou com os argumentos da EMI Songs, dona dos direitos autorais da obra e autora da ação. Os desembargadores consideraram que a propaganda não usou a canção para fins humorísticos ou culturais, mas para, exclusivamente, angariar votos, segundo o site RD1.

“(A composição) teve sua letra e melodia amplamente conhecidas alteradas, distorcidas, com o nítido propósito de angariar vantagem ao então candidato em sua propaganda eleitoral”, afirma o texto assinado pelos desembargadores.

A defesa do deputado se defendeu dizendo que o então candidato e seu partido não precisariam pedir autorização prévia para a EMI Songs ou pagar pelo uso do material. “É uma paródia. O fato de ser uma propaganda eleitoral não muda isso. O importante é que não foi utilizada a letra da música”, alega.

De acordo com a Folha de S. Paulo, o advogado de Tiririca e do PR, Ricardo Vita Porto, entrará com recurso contra a decisã. Já o advogado da EMI, José Diamantino, disse que a paródia foi uma afronta e que "dava a impressão de que o Roberto apoiava o candidato".

Na eleição de 2014, Tiririca acabou se reelegendo com mais de 1 milhão de votos. 

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

Receba as notícias dos famosos, novelas, BBB e outros reality shows!

O mundo das celebridades com fotos, vídeos e noticias de actores, actrizes e famosos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Fama ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias Ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

X