Meteorologia

  • 18 NOVEMBRO 2017
Tempo
10º
MIN 10º MÁX 10º

Edição

Ex-Polegar fala sobre vício: 'Fumava 70 pedras de crack por dia'

Rafael Ilha falou também sobre a relação que teve com a atriz Cristiana Oliveira, que cobrou que ele decidisse entre ela e o vício

Ex-Polegar fala sobre vício: 'Fumava 70 pedras de crack por dia'
Notícias ao Minuto Brasil

16:09 - 31/08/17 por Notícias Ao Minuto

Fama tristeza

Marcado por uma série de problemas devido ao vício em drogas, Rafael Ilha voltou a falar sobre o assunto que fez parte da sua vida por 13 anos. O ex-Polegar, hoje com 44 anos, já chegou ao fundo do poço e fez questão de deixar claro os dramas pelos quais passou, que incluem nove overdoses e quatro ataques cardíacos, segundo contou no programa de Luciana Gimenez, na noite desta quarta (30).

"Cheguei a fumar 70 pedras de crack em um dia porque o corpo vai aumentando a resistência. Morei seis meses embaixo da ponte, dormindo em um papelão", relembrou.

+ Alberto de Nóbrega tem celular roubado e ladrão pede favores a contatos

"Ninguém está fumando crack porque quer. Ali [na Cracolândia] tem mais de duas mil pessoas completamente doentes, escravas de corpo e alma de doenças psicológicas. É uma droga devastadora", esclareceu o artista.

Rafael falou também sobre a relação que teve com a atriz Cristiana Oliveira, que cobrou que ele decidisse entre ela e o vício. "A coloquei para fora de casa às 3 horas da manhã. Estava no auge da dependência, ela já tinha acompanhado uma internação minha. Eu ficava cheirando, tinha muitas convulsões e naquele momento não me arrependi, porque meu grande amor era a droga, não ela".

Parte da ajuda que recebeu veio de Fausto Silva, conta Rafael: "Ele me ajudou muito quando eu usava cocaína injetável, há mais de 20 anos. Eu estava muito machucado e a produção dele ligou oferecendo a melhor clínica do país na época. Eles foram me buscar, custava R$ 15 mil um quarto com dois beliches para quatro pessoas e ninguém ficou sabendo de nada. Ele ajuda muita gente", diz.

Hoje pai de família, o ex-cantor diz ter aprendido com o sofrimento. "Não tinha medo de morrer, hoje tenho bastante. Acho que Deus não estaria me abençoando tanto, me dado a vitória sobre o vício, se eu já não tivesse pago à justiça divina pelo que fiz", finalizou.

Leia também: Cauã Reymond relembra situação de abuso que sofreu na adolescência

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as notícias dos famosos, novelas, BBB e outros reality shows.

O mundo das celebridades com fotos, vídeos e noticias de actores, actrizes e famosos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Fama ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Brasil Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório