Meteorologia

  • 17 NOVEMBRO 2018
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Homem que vendeu drogas a Demi Lovato é conhecido da polícia

O suposto traficante foi preso em março ao ser flagrado com armas

Homem que vendeu drogas a Demi Lovato é conhecido da polícia
Notícias ao Minuto Brasil

15:53 - 15/08/18 por Folhapress

Fama polícia

Brandon Johnson, o suposto traficante acusado de ter vendido substâncias à cantora Demi Lovato, 25, é um velho conhecido da polícia americana, segundo o site americano TMZ. Ele já havia sido flagrado com drogas e armas um mês antes da overdose da cantora.

Johnson foi preso em março ao ser flagrado com armas, drogas e dinheiro vivo. No momento da autuação, ele alegou que carregava drogas e estava armado, e a polícia fez uma busca em sua casa, onde foram encontradas mais substâncias e armas. Johnson acabou livre da acusação.

Em junho, ele foi preso novamente por dirigir embriagado e por posse de cocaína. Demi Lovato estaria em contato com Johnson desde abril, segundo o site TMZ. Desde então, ele fornecia drogas à cantora. O traficante teria recebido uma mensagem de Demi às 4h da manhã do mesmo dia em que a artista foi encontrada desacordada.

+ 'Me param na rua pedindo emprego, não selfie', diz apresentadora

No dia em que sofreu a overdose, Demi teria enviado uma mensagem ao traficante para que ele fosse até sua casa. Ainda segundo a publicação, ele teria levado para ela oxicodona, um opioide analgésico semelhante à morfina, que estaria misturado com fentanil, outro tipo de analgésico.

Fontes do site americano afirmam que Johnson estaria espalhando a todos que vivia um romance com a cantora. Mesmo com todas as acusações, ele afirma que nunca comercializou drogas.

O TMZ afirma que o traficante costumava comprar drogas contaminadas no México. A droga levada para Demi é a mesma que causou a morte de Prince em abril de 2016, e do rapper Lil Peep, em 2017.

Ainda de acordo com o TMZ, o traficante teria fugido assim que notou que Demi estava com dificuldade de respirar. Desde o ocorrido, a cantora passou por uma clínica de reabilitação e foi encaminhada para um novo tratamento psiquiátrico em Chicago. Sua turnê na América do Sul foi cancelada.

DEMI ESCREVE CARTA AOS FÃS

Nas redes sociais, Demi quebrou o silêncio e falou sobre a dificuldade de lidar com o vício. A cantora disse que continuará lutando. "Tenho sido transparente sobre meu vício durante toda a minha jornada. O que eu venho aprendendo é que isso não é uma simples doença que desaparece com o tempo. É algo que eu preciso superar e ainda não consegui", afirmou.

A jovem, que já tratava de distúrbios alimentares, bulimia, anorexia e automutilação, agradeceu à família e aos médicos que a atenderam no hospital. "Quero agradecer a Deus por me manter bem e sã e salva. Aos meus fãs, eu sou eternamente grata por todo o seu amor e apoio que eles têm dado ao longo de toda essa semana", disse.

Demi sofre com o vício em álcool e drogas desde o início de sua carreira e já passou por internações para tratar problemas psicológicos e alimentares em 2010. Em março deste ano ela chegou a comemorar seis anos de sobriedade. Em sua última música, 'Sober', lançada em junho, no entanto, ela se desculpava por não estar sóbria. Com informações da Folhapress. 

Participe: Campanha do Notícias ao Minuto dá iPhone X de R$ 7.799

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as notícias dos famosos, novelas, BBB e outros reality shows.

O mundo das celebridades com fotos, vídeos e noticias de actores, actrizes e famosos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Fama ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Brasil Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório