Meteorologia

  • 09 JULHO 2020
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Empresário suspeito de violência doméstica xinga e ameaça PM em SP

O caso aconteceu em bairro nobre de Santana de Parnaíba (Grande São Paulo) e teve grande repercussão nas redes sociais

Empresário suspeito de violência doméstica xinga e ameaça PM em SP
Notícias ao Minuto Brasil

05:25 - 01/06/20 por Folhapress

Justiça Alphaville

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Uma denúncia de violência doméstica contra o empresário Ivan Storel, 49, acabou em confusão, xingamentos e ofensas a um policial militar no sábado (30).

O caso, que aconteceu em Alphaville, bairro nobre de Santana de Parnaíba (Grande São Paulo) teve grande repercussão nas redes sociais após a divulgação de vídeo no qual Storel, visivelmente alterado, ofende a equipe policial.

Segundo relatos, a esposa do empresário, Sheila, ligou para a polícia por causa de uma briga entre os dois.

Ao chegar à casa do casal, os agentes, um homem e uma mulher, foram agredidos verbalmente pelo empresário.

No vídeo, gravado pela policial que estava na viatura, Storel fala ao telefone e pede ajuda a um homem de nome Marinho (supostamente o secretário de Relações Institucionais de Barueri, cidade vizinha). Pede também para este chamar "o secretário de segurança e até o Furlan", se referindo a Rubens Furlan (PSDB) prefeito de Barueri.

O empresário grita palavrões ao telefone e diz a seu interlocutor que "tem um filho da puta querendo invadir a minha casa. Esse merda está achando que ele é o quê?".

Depois, diz diretamente ao policial: "Não pise na minha calçada, não pise na minha rua. Eu vou te chutar na cara. Você é um lixo, seu merda".

Storel disse ainda que o PM ganha R$ 1.000 por mês, enquanto ele ganha R$ 300 mil. Também ameaçou processar o agente e afirmou que este seria "macho na periferia", mas não em seu bairro. "Aqui você é um bosta. Aqui é Alphaville, mano!"

Com a chegada de reforço, o empresário foi contido e levado à Delegacia da Mulher de Santana de Parnaíba, onde o fato foi registrado como desacato e resistência.

De acordo com o boletim de ocorrência do caso, a polícia foi chamada para a casa do casal por causa de uma briga. Ao chegar ao local, os agentes foram recebidos na entrada da residência pela mulher de Storel, Sheila.

Enquanto ela lhes contava o que ocorrera, o marido saiu de dentro da casa, alterado, e começou a xingar e ameaçar a equipe policial, que, após reiterados pedidos não atendidos para que ele se acalmasse, não atendidos, lhe deu então voz de prisão e o algemou.

Sheila, casada com Ivan há 20 anos, disse na delegacia que o casal discutiu na manhã do sábado e seu marido, alterado, começou a ofendê-la e saiu de casa. Quando retornou, aparentemente bêbado, continuou com os xingamentos e disse que iria "foder com a vida" dela. Ela disse então que chamaria a polícia, e o marido respondeu que "não tinha medo."

Ela, entretanto, não quis dar continuidade à denúncia de ameaça e injúria ou pedir medidas protetivas.

Já Storel disse na delegacia que a briga não passou de uma discussão entre um casal e negou ter ofendido ou ameaçado a esposa, mas ressaltou que estava muito nervoso e não se lembra ao certo do ocorrido. Afirmou também não se lembrar se havia xingado ou ofendido os policiais.

O empresário, que foi liberado após assinar termo circunstanciado, divulgou um vídeo neste domingo (31), no qual pede desculpas aos PMs, diz que passa por tratamento psiquiátrico e que estava sob efeito de álcool e remédios.

Campo obrigatório