Equipe da Globo é ameaçada em reportagem sobre morte em motel

Problema teria sido causado porque uma jovem de 17 anos é suspeita do assassinato; e menores não são autorizados por lei a entrar em motéis

© Reprodução / TV TEM
Justiça TV TEM 21:49 - 28/11/16 POR Notícias Ao Minuto

Repórteres da TV TEM, afiliada da Rede Globo em São José do Rio Preto, no interior de São Paulo, foram ameaçados por um homem durante gravação de reportagem nesta segunda-feira (28).

PUB

O homem se identificou como sendo o proprietário do motel da frente da onde a equipe fazia a reportagem e pediu que a gravação fosse interrompida, de acordo com o Diário de Pernambuco. 

"Vocês estão caçando e vão achar o que é de vocês. Estão achando que esse negócio de liberdade pode mostrar o que quer. Vocês têm a liberdade, mas eu também tenho a minha", disse. “Vou buscar você e você na sua casa. Pode filmar, pode botar na televisão, onde for, do jeito que você é homem eu também sou. Vou buscar os dois na casa de vocês. Eu vou achar, é fácil achar, ainda mais morando em Araçatuba”, disse ele, referindo-se à repórter e ao cinegrafista.

A equipe estava no local para apurar um caso de assassinato no motel vizinho, onde um jovem de 20 anos morreu após ser atingido por um tiro na cabeça, no último domingo (27). A principal suspeita é a namorada, de 17 anos, que estava com ele no quarto.

O apresentador do telejornal contou que este era o motivo da raiva do homem, pois, de acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente, é proibida a entrada de menores de 18 anos em motéis, mediante punição e fechamento do estabelecimento.

A emissora afirmou que não irá se intimidar com as ameaças e que continuará cumprindo o dever de informar a população.

Leia também: Pais de jovens executados com 111 tiros protestam um anos após crime

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

X