Condenado por matar esposa cumpre pena em regime aberto

O ex-promotor deixa o presídio assim que a direção da penitenciária em Tremembé (SP), onde ele está preso, for notificada e autorizar a saída do detento

© Reprodução/TV Globo
Justiça regimento 08:13 - 29/11/16 POR Notícias Ao Minuto

O ex-promotor Igor Ferreira da Silva, condenado a 16 anos e quatro meses de prisão por matar a tiros a própria mulher, cumprirá a pena, a partir desta terça-feira, em regime aberto. No entanto, Igor deixa o presídio assim que a direção da penitenciária em Tremembé (SP), onde ele está preso, for notificada e autorizar a saída do detento. A determinação da concessão é do desembargador Encinas Manfré, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-PE), que aconteceu na última sexta-feira (25).

PUB

Segundo o G1, o despacho da Vara de Execuções Criminais (VEC) de Taubaté com a determinação para o cumprimento da decisão do tribunal, em carater de urgência, é desta segunda-feira (28) e foi expedido pela juíza Wania Regina da Cunha. O ex- promotor foi condenado em 2001. Na época do crime, em 1998, Igor alegou ter sido vítima de um assalto, tendo sido surpreendido junto com a esposa. A mulher, Patrícia Longo, estava grávida e foi baleada na cabeça.

LEIA TAMBÉM: Mulher é presa ao tentar entrar em presídio com drogas na vagina

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

X