Policiais suspeitos de matarem menino de 10 anos podem ficar impunes

O Tribunal de Justiça do Rio julga, nesta terça-feira (29), um habeas corpus que pode arquivar o julgamento dos policiais envolvidos

© Divulgação
Justiça julgamento 09:24 - 29/11/16 POR Notícias Ao Minuto

O processo dos policiais suspeitos de terem disparado em um menino de 10 anos, em abril de 2015, no conjunto de favelas do Alemão, Zona Norte do Rio, pode ser arquivado. O Tribunal de Justiça do Rio julga, nesta terça-feira (29), um habeas corpus que pode acabar com a esperança dos pais do garoto de pedir justiça.

PUB

O desembargador Paulo de Tarso Neves, na última semana, pediu vista do processo, que já havia sido solicitado por outros cinco desembargadores da 2ª Câmara Criminal que votaram a favor do habeas corpus.

Na última semana, dois dos cinco desembargadores da 2ª Câmara Criminal já votaram a favor do habeas corpus, mas o julgamento foi suspenso depois que outro desembargador, Paulo de Tarso Neves, pediu vista do processo. Os magistrados voltam a se reunir nesta terça.

Na conclusão do inquérito, divulgada em novembro de 2015, a polícia alegou ainda que o tiro foi disparado pelos PMs em legítima defesa, mas que houve "falha na execução". Na ocasião, os policiais faziam operação contra traficantes de drogas e o garoto ficou na linha de tiro.

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

X