Meteorologia

  • 06 JUNHO 2020
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Pastor teria sido assassinado por abusar de filho de cunhado

O cunhado do pastor fez uma ocorrência acusando a vítima pelo abuso sexual de seu filho de 2 anos

Pastor teria sido assassinado
 por abusar de filho de cunhado
Notícias ao Minuto Brasil

18:25 - 27/03/17 por Notícias Ao Minuto

Justiça Suspeita

A Polícia Civil informou que já possui um suspeito de ter matado o pastor Custódio Gonçalves, de 57 anos, executado dentro da igreja Assembleia de Deus Ministério Apascentando Ovelhas, em Itaboraí, na Região Metropolitana do Rio.

De acordo com o delegado Fábio Barucke, da Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DHNSG), no último dia 22, o cunhado do pastor fez uma ocorrência acusando a vítima pelo abuso sexual de seu filho de 2 anos. A polícia acredita que o crime foi motivado pelo suposto abuso.

Na ocasião, a criança apresentou um sangramento no ânus e foi levada à UPA de Itaboraí. Em depoimento, o cunhado contou que entrou em contato com a pediatra do garoto para saber o que poderia ter acontecido. A médica, então, teria afirmado que, durante uma consulta, a criança disse que quem havia feito aquilo havia sido o “tio Custódio”. O pastor teria ficado com o menino durante o período que o pai ficou preso, acusado de matar a ex-mulher.

"Ele é nosso principal suspeito. Saiu da cadeia há pouco tempo por falta de provas. Já foi acusado de homicídio. Mas ainda vamos realizar mais diligência para concluir o caso", disse o delegado.

No entanto, o suposto mandante do assassinato nega o crime. Segundo ele, traficantes do do bairro Santo Antônio, onde o crime aconteceu, estavam prometendo uma represália contra o pastor por conta do caso de abuso.

Durante o culto, criminosos armados balearam o pastor com pelo menos três tiros.

Leia também: Pastor é baleado e morre dentro de igreja evangélica no Rio

Campo obrigatório