Meteorologia

  • 22 OUTUBRO 2017
Tempo
18º
MIN 18º MÁX 18º

Edição

Pai de jovem baleada com namorado diz que crime 'foi desumano'

Mariana Helena Siqueira Matias, de 20 anos, teve 17 perfurações no corpo

Pai de jovem baleada com namorado diz que crime 'foi desumano'
Notícias ao Minuto Brasil

09:45 - 19/06/17 por Notícias Ao Minuto

Justiça Aparecida de Goiânia

Juarenso Matias de Castro, o pai de Mariana Helena Siqueira Matias, de 20 anos, assassinada na noite de sexta-feira (16) a tiros junto com o namorado, Diogo Alves Nunes, de 21, classificou o crime como "desumano". O casal foi morto na porta da casa da jovem, em Aparecida de Goiânia. A Polícia Civil está investigando, mas ninguém foi preso ainda.

"A gente fica sem acreditar em um negócio desses. Ver uns covardes fazerem uma coisa dessa. Minha filha era uma criança, minha menina. Eu a botava no colo. Eu esperava beijar e abraçar minha filha e agora não tem como mais. Isso é desumano", lamentou Castro à TV Anhanguera.

O pai não via a filha há um ano e meio, pois mora no Piauí. Eles costumavam se falar ao telefone. Castro disse que o genro era uma "pessoa boa". "[As mortes] não têm justificativa. Que se faça Justiça", completou.

O delegado Fabrício Flávio Pereira suspeita que os criminosos tenham agido de forma premeditada. Segundo ele, os assassinos cortaram o pneu do automóvel para obrigar Diogo a parar para trocá-lo. O veículo foi encontrado suspenso por um macaco hidráulico, com o estepe e a chave de roda ao lado.

O GIH informou que o corpo de Mariana tinha 17 perfurações e os de Diogo 9. Contudo, a quantidade de tiros só será confirmada após o laudo do Instituto Médico Legal (IML).

Leia também: Traficantes cobram R$ 50 por semana de vans que circulam no Rio

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório