175 pessoas aguardam transferência a prisão em viaturas ou delegacias

Números foram divulgados pelo Departamento de Polícia Metropolitana da Grande Porto Alegre

© Reprodução
Justiça Superlotação 19:44 - 16/07/17 POR Notícias Ao Minuto

O Rio Grande do Sul enfrenta uma grave crise no sistema carcerário. Neste domingo (16), 175 presos aguardavam vagas em cadeias dentro de delegacias ou até mesmo em viaturas da Brigada Militar, em Porto Alegre, conforme denúncia da Polícia Civil.

PUB

Nas contas do Departamento de Polícia Metropolitana, a situação é mais crítica na delegacia de Canoas, com 57 detidos ainda não admitidos em presídios. A segunda posição é de Gravataí, com 33 presos, seguida de São Leopoldo, com 20. Alvorada e Novo Hamburgo vêm a seguir, com 19 pessoas cada uma, e Viamão tem 11 detidos à espera.

Em Porto Alegre, as duas delegacias de Pronto Atendimento (DPPAs) somam 16 presos. A Polícia Civil informou ainda que outras 81 pessoas estão temporariamente detidas no Instituto Pio Buck. Antes, eles ocupavam o chamado Trovão Azul, programa de ônibus-cela desativado em maio. Com eles, o número de detidos aguardando transferência é de 256.

+ Estudante acusa polícia de agressão homofóbica em delegacia

Em nota ao G1, a Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) garante que aguarda novas vagas em cadeias para acomodar os presos. "A Susepe, por meio do Departamento de Segurança e Execução Penal vai seguir assistindo as necessidades dos eventuais detidos, até que estes sejam encaminhados para estabelecimentos prisionais onde abrirem vagas. O trabalho de gerenciamento e monitoramento de novas vagas no sistema prisional seguirá sendo realizado ostensivamente pela Susepe".

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

X