Meteorologia

  • 15 SETEMBRO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Testemunha: vereador e miliciano estão envolvidos em morte de Marielle

Assunto tratado em reuniões dizia respeito aos prejuízos causados pelo combate da vereadora ao avanço de grupos paramilitares em comunidades

Testemunha: vereador e miliciano estão envolvidos em morte de Marielle
Notícias ao Minuto Brasil

19:22 - 08/05/18 por Notícias Ao Minuto

Justiça Revelação

Ameaçada pela milícia da Zona Oeste do Rio, uma testemunha chave faz revelações importantes à polícia sobre o assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL) e de seu motorista, Anderson Gomes.

Em três depoimentos, obtidos com exclusividade pelo Globo, ela relatou reuniões entre um miliciano, que atualmente está preso em Bangu 9, e um político do Rio de Janeiro. O encontro seria entre o vereador Marcello Siciliano, do PHS, e o ex-PM Orlando Oliveira de Araújo.

O assunto tratado nestes encontros tratavam dos prejuízos causados pela luta da vereadora contra o avanço de grupos paramilitares em comunidades de Jacarepaguá, que tiveram início ainda no ano passado.

A testemunha ainda afirma que, além do político e do chefe da milícia, também foram mencionados os nomes de outros integrantes do bando, que teriam participado da execução. Segundo o ex-PM, Siciliano falou alto: “Tem que ver a situação da Marielle. A mulher está me atrapalhando", as informações são do Jornal Nacional desta terça (8).

A testemunha afirma ainda que a desavença entre o vereador e Marielle foi motivada pela expansão das ações comunitárias dela na Zona Oeste, em áreas de interesse da milícia. A vereadora do PSOL teria começado a apoiar os moradores da Cidade de Deus, comprando a briga com Siciliano e o ex-PM, que têm uma parte do seu reduto eleitoral na região.

De acordo com a testemunha, foi Orlando Oliveira de Araújo que deu a ordem de matar Marielle, de dentro da cadeia, um mês antes da execução.

Leia também: Padre é condenado a 33 anos de prisão por abusar de dois meninos em SC

Campo obrigatório