Meteorologia

  • 14 NOVEMBRO 2018
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Adolescente de 14 anos é baleado e 6 morrem em operação policial no Rio

A ação começou na manhã de hoje (20) e contou com o apoio logístico de dois blindados do Exército

Adolescente de 14 anos é baleado e 6 morrem em operação policial no Rio
Notícias ao Minuto Brasil

18:43 - 20/06/18 por Folhapress

Justiça violência

Um adolescente de 14 anos foi baleado durante operação policial no complexo de favelas da Maré, na zona norte do Rio de Janeiro. Ele passou por cirurgia, teve que retirar o baço e segue internado em estado grave.No total, ao menos seis pessoas morreram e três ficaram feridas em duas operações policiais nesta quarta (20) na capital. Todas as mortes ocorreram na Maré, em uma ação da Polícia Civil com apoio do Exército e da Força Nacional.

Já os outros dois feridos, além do menino baleado, foram atingidos no morro Pavão-Pavãozinho - que fica entre Copacabana e Ipanema, na zona sul -, durante ação da Polícia Militar. Ambos foram levados ao Hospital Municipal Miguel Couto, no Leblon, mas seu estado de saúde não foi divulgado.

Na Maré, vídeos publicados nas redes sociais mostram um helicóptero sobrevoando as casas e sons de tiros disparados seguidamente, porém não é possível determinar se eles partem de cima para baixo ou de baixo para cima. Crianças de uma escola municipal da região tiveram que se esconder do tiroteio.

O adolescente foi baleado enquanto ia para o colégio. De acordo com a TV Globo, ele está no Hospital Estadual Getúlio Vargas e terá que passar por uma segunda cirurgia na sexta-feira (22). A operação, que começou por volta das 9h e contou com mais de cem policiais, teve apoio logístico do Exército - responsável apenas por transportar os agentes em dois veículos blindados até os pontos assinalados pela polícia, segundo o Comando Militar do Leste.

O objetivo era cumprir 23 mandados de prisão e checar informações obtidas pelo setor de inteligência da Polícia Civil. A ação teria relação com a morte do inspetor Ellery de Ramos Lemos, chefe de investigações da Delegacia de Combate às Drogas, que foi baleado na cabeça no último dia 12 durante uma operação contra o tráfico em Acari (também na zona norte). Segundo a Polícia Civil, agentes que foram efetuar as prisões em duas residências nesta quarta "foram recebidos com intenso disparo de armas de fogo".

+ Minas Gerais registra novos ataques a veículos

No confronto, seis suspeitos teriam sido feridos e socorridos, mas acabaram morrendo.O Hospital Federal de Bonsucesso, que fica ao lado da Maré e recebeu cinco dos mortos, informou que eles chegaram já sem vida, por volta das 11h. Todos eram homens com idade entre 20 e 30 anos.A ação teve participação de três delegacias especiais, três delegacias policiais da região (Vicente de Carvalho, Pavuna e Queimados), da Core (Coordenadoria de Recursos Especiais) e do Saer (Serviço Aeropolicial).

De acordo com a polícia, os agentes apreenderam quatro fuzis, oito carregadores, duas pistolas, quatro granadas, munição e drogas (1.832 pinos de cocaína, 75 sacolés de maconha e cerca de 2 kg de cocaína), além de ferramentas utilizadas para arrombamento de caixas eletrônicos. A Polícia Civil não comentou o caso do adolescente baleado nem respondeu sobre críticas de movimentos de moradores, que acusam a polícia de atirar indiscriminadamente do helicóptero.

OUTRA OPERAÇÃO

Nos morros do Pavão-Pavãozinho e Cantagalo (zona sul), a operação começou mais cedo, por volta das 6h30. "No início da ação, criminosos atiraram contra os policiais que incursionavam no local e houve confronto", informou em nota a Polícia Militar. Depois que os tiros cessaram, dois feridos foram socorridos ao Hospital Municipal Miguel Couto, dois presos foram conduzidos para a delegacia da área e uma pistola foi apreendida.

Policiais da UPP da região realizaram a ação para "coibir práticas criminosas nas comunidades", em conjunto com o Grupamento de Intervenções Táticas da Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP). Com informações da Folhapress.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório