Meteorologia

  • 20 OUTUBRO 2018
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Homem é acusado de abusar de garoto durante entrevista de emprego

Após fazer perguntas indiscretas, suspeito teria pedido a vítimas que tirassem a roupa para tirar pedidas para uniforme

Homem é acusado de abusar de garoto durante entrevista de emprego
Notícias ao Minuto Brasil

13:10 - 11/07/18 por Notícias Ao Minuto

Justiça Anápolis (GO)

Um homem, de 27 anos, suspeito de abusar sexualmente de um adolescente, de 14, durante uma entrevista de emprego negou o crime em depoimento à polícia. Ele disse ter pedido para o garoto tirar a roupa porque precisava tirar as medidas para fazer o uniforme de trabalho.

O caso aconteceu no último sábado (7), em Anápolis (GO), a 55 quilômetros de Goiânia, numa suposta empresa de eventos. Além do jovem de 14 anos, o primo dele, de 15, que também buscava uma vaga, diz ter recebido a mesma solicitação, mas se negou a ficar nu.

A delegada responsável pelo caso, Kenia Segantini, contou ao G1 nesta quarta-feira (11) que o adolescente contou em depoimento que, após pedi-lo para tirar a roupa, o homem tocou o seu corpo de forma "inadequada". O suspeito nega.

"Ele confirmou que pediu para os meninos tirarem a roupa, mas somente para tirar as medidas do uniforme. Ele também negou qualquer tipo de toque íntimo", disse Kenia.

+ Homem é baleado com criança no colo no Recife

Os dois menores afirmam que o suspeito fez perguntas indiscretas durante a entrevista. O garoto mais velho revelou que "o homem perguntava coisas como se ele contava tudo para a tia ou se 'topava tudo'. Em seguida, o homem pediu para ele tirar a roupa, mas ele se negou.

O segundo menino, no entanto, atendeu à solicitação. "Ele tirou a roupa para fazer a medição acreditando que tratava-se de um procedimento de rotina da empresa. Porém, em seguida, alegou que teve seu corpo tocado pelo suspeito, o que motivou a denúncia", explicou a delegada.

Logo após a entrevista de emprego, o menino mais novo contou o caso à mãe, que acionou a polícia. O suspeito foi preso em flagrante.

A polícia vai investigar se a empresa realmente existia e se o homem já fez outras vítimas.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório