Meteorologia

  • 15 DEZEMBRO 2018
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Prefeito tem mandato cassado por assediar duas servidoras públicas

Assédio foi gravado por uma das vítimas

Prefeito tem mandato cassado por assediar duas servidoras públicas
Notícias ao Minuto Brasil

09:58 - 11/08/18 por Notícias Ao Minuto

Justiça denúncia

O prefeito de Não-Me-Toque, no Norte do Rio Grande do Sul, Armando Carlos Ross (PP), teve seu mandato cassado após uma denúncia de assédio sexual contra duas servidoras públicas. A decisão foi tomada pela Câmara Municipal nesta sexta-feira (10).

A sessão, que começou na manhã de ontem, foi composta por nove vereadores. Entre eles, seis foram favoráveis à perda do mandato.

+ Marido muda versão sobre morte de advogada que caiu de prédio no PR

De acordo com o G1, uma servidora chegou a gravar um vídeo em que o prefeito aparece falando sobre o cargo que ela ocuparia no município e a convidando para ir a seu apartamento. Após o escândalo vazar, o prefeito negou o caso e proibiu o uso de celulares dentro da prefeitura. No entanto, ele diz que a medida não está relacionada ao caso de assédio.

O político foi denunciado pelo Ministério Público por assédio sexual contra as duas servidoras, importunação ofensiva contra uma terceira vítima, e outros crimes.

Sobre a cassação, Ross criticou o fato de não ter tido o direito de se manifestar durante a sessão. "Os vereadores vão pagar por isso", disse.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório