Meteorologia

  • 14 OUTUBRO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Vídeo mostra cantor de forró agredindo ex-mulher na frente do filho

Violência ocorreu no início da semana em Parnamirim, na Grande Natal

Notícias ao Minuto Brasil

05:12 - 23/08/18 por Notícias Ao Minuto

Justiça Natal

Imagens gravadas por câmeras de segurança flagraram o vocalista da banda Brilhantes do Forró, Francisco Luciano dos Santos, agredindo a ex-esposa Ana Augusta Josuá, de 24 anos, na segunda-feira (20), em Parnamirim, na Grande Natal. O vídeo mostra que o filho de 6 anos e a atual companheira do artista presenciaram a violência.

Na terça-feira (21), a vítima denunciou o caso à Polícia Civil. A delegada Renata Costa vai pedir medidas protetivas contra Francisco.

Em depoimento, Ana disse que foi levar o filho na casa do ex-marido e aproveitou para questionar o pagamento da pensão. Segundo ela, o valor deveria ter sido pago no último dia 15.

"Ele bateu a minha cabeça no elevador, meu ouvido sangrou, porque ele bateu muito do meu lado direito do rosto. Fiquei com muitos hamatomas no braço, perto da boca, no olho, na nuca. Não consigo nem mexer", relatou.

As imagens obtidas pelo G1 mostram o cantor agredindo a ex-mulher repetidamente. A atual companheira de Francisco tentou separar os dois.

Na noite da segunda, o vocalista postou uma mensagem no Instagram sobre o caso. "Gente estou bem graças a Deus quem me conhece sabe do meu coração, o pai o filho, amigo e profissional que eu sou o resto Deus e justiça resolvem" (sic).

+ 'Só quis tirar ela de lá', diz cantor de forró que agrediu ex-mulher

De acordo com o G1, Ana chegou a registrar um boletim de ocorrência em 2014, mas retirou a queixa logo depois. "Ele me agrediu o casamento inteiro, inclusive na gravidez, mas eu era nova, tinha medo. Até que depois de cinco anos resolvi me separar", disse Ana a amigos por meio das redes sociais. 

Hoje, ela se diz arrependida por não ter feito uma denúncia contra o cantor antes. "Eu passei tanto tempo calada. Agora eu quero justiça", afirmou.

Leia também: Mulher baleada por PM em Duque de Caxias tem morte cerebral

Campo obrigatório