Meteorologia

  • 22 OUTUBRO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Menina encontrada morta em rodovia no RS foi vítima de afogamento

Durante a tarde da última segunda-feira, a Polícia Civil divulgou um retrato falado do suspeito

Menina encontrada morta em rodovia no RS foi vítima de afogamento
Notícias ao Minuto Brasil

07:21 - 23/10/18 por Notícias Ao Minuto

Justiça Porto Alegre

A menina Eduarda Herrera de Mello, de 9 anos, foi encontrada morta na última segunda-feira(22), as margens da rodovia ERS-118, em Alvorada, na região metropolitana de Porto Alegre. Ela havia desaparecido da capital gaúcha na noite anterior, e foi vítima de afogamento, conforme informou ao portal G1 Andrea Magno, delegada responsável pela investigação do caso.

"Em conversa com peritos, a causa da morte já foi apontada: houve um afogamento. Mas encaminhamos para perícia um pedido de avaliação se houve alguma situação de abuso", disse a delegada.

Eduarda teria sido sequestrada cerca de 12 horas antes de seu corpo ter sido encontrado. O suspeito é um homem de cerca de 40 anos que estaria dirigindo um carro vermelho e que, segundo testemunhas, circulava pelo bairro Rubem Berta, na Zona Norte de Porto Alegre, local da residência da vítima. Vizinhos teriam visto o homem conversando com o homem, enquanto sua mão atendia um eletricista que prestava um serviço no local."Isso tudo foi tudo em 10 minutos, e aí a pessoa já viu, outro menino já viu, disse que ela estava conversando com uma pessoa em um carro vermelho. Não sabiam dizer marca, não sabiam dizer nada", disse a mãe da criança, Kendra Herrera ao portal G1.

Durante a tarde da última segunda-feira, a Polícia Civil divulgou um retrato falado do suspeito.

Notícias ao Minuto

O pai da menina está preso em regime semiaberto por assassinato, roubo e interceptação.

"Está sendo, também, conversado com a família no sentido se não estavam sendo ameaçados, se não houve nenhuma briga anterior que envolvesse essa família, então tudo isso está sendo analisado", disse a delegada

Ainda segundo a delegada a perícia não constatou nenhum sinal de abuso sexual no corpo da vítima.

Campo obrigatório