Meteorologia

  • 15 SETEMBRO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Jovem é acusado de matar a tiros ex-mulher e ex-cunhada em SP

O acusado dos crimes não se conformava com o fim do relacionamento com uma das vítimas

Jovem é acusado de matar a tiros ex-mulher e ex-cunhada em SP
Notícias ao Minuto Brasil

06:45 - 27/11/18 por Estadao Conteudo

Justiça São Roque

Um jovem de 19 anos foi preso nesta segunda-feira (26) por ter assassinado a tiros a ex-mulher e a irmã dela, na noite de domingo (25), em São Roque, interior de São Paulo. O acusado dos crimes não se conformava com o fim do relacionamento com uma das vítimas. Os corpos da ex-mulher, Maria Dayane Viera dos Santos, de 19 anos, e da irmã, Mônnica Vieira dos Santos, de 17, foram encontrados numa estrada rural, no Bairro dos Pintos, na divisa com o município com Ibiúna.

O suspeito, Geison Vieira Cordeiro, foi preso trabalhando numa propriedade rural do bairro Vieirinha, em Ibiúna. De acordo com a Polícia Civil, o rapaz confessou o crime e indicou o local onde havia escondido uma mochila com duas armas, numa área de mata. Ele alegou que havia morado com Maria Dayane e tiveram um filho, hoje com 3 anos. Há um mês, ela decidiu romper o relacionamento.

+ Caso Daniel: gêmeo preso por envolvimento na morte do jogador é solto

Conforme a versão do acusado, ele se encontrou com a ex-mulher, que estava acompanhada de sua ex-cunhada, e tiveram uma discussão. Segundo ele, quando ela contou que estava saindo com outro homem, ele exigiu que dissesse o nome do outro, mas ela se negou. Com ciúmes, ele atirou primeiro na ex-cunhada, que tentou defender a irmã. Em seguida matou a ex-mulher.

Os corpos foram levados para o Instituto Médico Legal (IML) de Sorocaba e reconhecidos por familiares. O acusado foi levado para a cadeia de São Roque. Ele vai responder pelo duplo homicídio, um deles agravado pelo feminicídio. O advogado de Geison, Mauro Atui Neto, disse que o rapaz não tinha passagem pela polícia e está arrependido. Segundo ele, o jovem reagiu porque a ex-mulher e a irmã dela tentaram agredi-lo durante a discussão. Com informações do Estadão Conteúdo.

Campo obrigatório