Meteorologia

  • 07 DEZEMBRO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Denúncia contra João de Deus será analisada após 7 de janeiro

O médium nega as acusações de violação sexual e estupro de vulnerável

Denúncia contra João de Deus será analisada após 7 de janeiro
Notícias ao Minuto Brasil

14:37 - 30/12/18 por Notícias Ao Minuto

Justiça plantão Judiciário

O Tribunal de Justiça de Goiás informou que a denúncia por violação sexual e estupro de vulnerável contra João de Deus só será analisada após o plantão judiciário, que termina em 7 de janeiro.

Segundo informações do G1, os autos foram remetidos à "juíza natural do processo", Rosângela Rodrigues dos Santos, responsável pela comarca de Abadiânia, onde o caso tramita.

Em comunicado divulgado pelo TJ-GO, a juíza plantonista Marli de Fátima Naves despachou a denúncia para a outra magistrada analisar se recebe ou rejeita o pedido, alegando que a decisão de tal matéria não cabe ao plantão.

+ MP recorre de decisão que revogou uma das prisões de João de Deus

Preso desde o dia 16 de dezembro, o médium nega as acusações. Segundo o G1, o advogado de João de Deus afirmou que a decisão é "correta", mas reclamou que não teve acesso aos autos: "O juiz natural do caso é o de Abadiânia. Qualquer usurpação de competência importaria em nulidade. Ressalvo, porém, que ainda não tivemos acesso nem à denúncia e, tampouco, à decisão da juíza".

Campo obrigatório