Meteorologia

  • 18 NOVEMBRO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Delegado do caso Marielle se diz surpreso com seu afastamento

Informação sobre troca de comando veio à tona logo após a prisão de dois suspeitos de matarem a vereadora e o motorista Anderson Gomes

Delegado do caso Marielle se diz surpreso com seu afastamento
Notícias ao Minuto Brasil

07:04 - 14/03/19 por Notícias Ao Minuto

Justiça Investigação

Um novo delegado será anunciado para a segunda fase da investigação sobre os assassinatos da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, ocorridos em 14 de março do ano passado, no Centro do Rio de Janeiro.

De acordo com o colunista Lauro Jardim, de O Globo, o delegado Giniton Lages, à frente do caso até o momento, será afastado pela Polícia Civil. Oficialmente, o motivo dado será que ele cumpriu sua missão.

+ Cenário de horror: vídeo mostra corpos pelo chão após ataque em escola

+ Emoção marca 2º dia de júri do caso Bernardo: 'Morte lenta e gradual'

Ainda segundo O Globo, em matéria desta quinta-feira (14), o delegado foi surpreendido pela notícia. Além disso, os comentários que correm nos bastidores da especializada é que as diferenças entre Giniton e o atual diretor do Departamento Geral de Homicídios e Proteção à Pessoa (DGHPP), Antônio Ricardo Lima Nunes, nomeado pelo novo governo, motivaram a saída.

O novo nome será divulgado pelo chefe da corporação, delegado Marcus Vinícius Braga, na próxima semana. A partir de agora, o objetivo será descobrir se houve um mandante para o crime.

"O delegado Giniton trabalhou nesse caso e acumulou muita informação. Nós já estávamos trabalhando em um programa de intercâmbio com a polícia italiana e dos EUA, inclusive ontem recebi o FBI aqui. Então estamos com vários intercâmbios para fazer. Como ele está com experiência adquirida e nós estamos com esse intercâmbio com a Itália exatamente para estudar máfia e movimentos criminosos, ele vai fazer essa troca de experiência. Eu ontem fiz esse convite, para saber se ele poderia ser o elemento de ligação com este convênio e passar quatro meses no intercâmbio, montando um programa de aperfeiçoamento dos nossos delegados", afirmou o governador do Rio, Wilson Witzel.

Campo obrigatório