Meteorologia

  • 12 NOVEMBRO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Mulher de João de Deus afirma que não sabia das armas achadas em casa

Ana Keyla é acusada, junto com o marido, por posse ilegal de armas de fogo

Mulher de João de Deus afirma que não sabia das armas achadas em casa
Notícias ao Minuto Brasil

15:06 - 04/04/19 por Notícias Ao Minuto

Justiça em audiência

Ana Keyla Teixeira, esposa de João de Deus, participou de audiência nesta quinta-feira (4) e afirmou que não sabia das armas encontradas na residência dela e do médium, em Abadiânia, no Entorno do Distrito Federal. As informações são do Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO).

A audiência foi presidida pela juíza Rosângela Rodrigues e aconteceu Fórum de Abadiânia. A imprensa não foi autorizada a acompanhar a sessão.

João de Deus não esteve presente na audiência devido ao seu estado de saúde, segundo informou o Grupo de Escolta Penitenciária. Como destaca o G1, o médium está preso há mais de três meses por acusação de crimes sexuais e atualmente está internado em um hospital de Goiânia.

Três adolescentes mascarados e com machado invadem escola no PR

Ana Keyla disse ainda que só soube da existência de uma arma em sua gaveta de roupas íntimas no dia de seu depoimento sobre o caso à Polícia Civil. A esposa de João de Deus disse que não tolera armas e não permitiria nenhuma delas em casa por causa da filha pequena.

Ela alegou ainda que não morava mais na casa onde as armas foram encontradas e que a residência em questão era apenas “um ponto de apoio”. Segundo ela, desde quando João de Deus ficou doente, o casal vivia em Anápolis.

Outras quatro testemunhas também prestaram depoimento.

Maria de Fátima Lobo, que trabalha na casa de João de Deus há 8 anos, contou que uma das armas foi achada na gaveta do armário que era usado por João de Deus. As demais armas foram encontradas em uma caixa de madeira, que estava no armário usado por Ana Keyla. Ela afirmou que não existe a menor possibilidade de as armas terem sido colocadas nesses locais por outras pessoas. Ela completou que as armas estavam bem guardadas, dentro de várias sacolas plásticas.

Campo obrigatório