Meteorologia

  • 15 SETEMBRO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Tudo que você precisa saber sobre cirurgia de lipoaspiração

Cirurgiões plásticos explicam como funciona o procedimento cirúrgico de retirada de gordura e os cuidados antes e depois

Tudo que você precisa saber sobre cirurgia de lipoaspiração
Notícias ao Minuto Brasil

10:45 - 29/08/19 por Notícias Ao Minuto Brasil

Lifestyle Estética

Apesar do avanço das tecnologias menos invasivas, com criolipólise e ultrassons potentes, a lipoaspiração ainda é o procedimento ideal para a gordura localizada. “A lipoaspiração tem como intuito remover o excesso de tecido adiposo, ou seja, a gordura localizada, visando melhorar o contorno corporal. Este procedimento é realizado através de um instrumento chamado de cânula, que é ligada a um aparelho de sucção para que ocorra a aspiração da gordura”, sintetiza o cirurgião plástico Dr. Paolo Rubez, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

A boa notícia é que, com os saltos tecnológicos, a lipoaspiração também já não é tão invasiva, dolorosa ou demorada como costumava ser — e muitas vezes é muito mais eficaz do que os procedimentos não invasivos. Desde a primeira consulta até o resultado final, aqui está tudo o que você pode esperar com um procedimento de lipoaspiração.

Escolha bem o profissional – Segundo a cirurgiã plástica Dra. Beatriz Lassance, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e da Isaps (International Society of Aesthetic Plastic Surgery), para evitar complicações e riscos à saúde, é fundamental que você se certifique de que o procedimento será realizado por um profissional especializado, que deve possuir habilitação em cirurgia plástica e credenciais para execução segura do procedimento. “Para ter certeza disso, uma boa dica é visitar o site da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP). Lá é possível pesquisar o nome do médico que realizará o procedimento e verificar se ele está devidamente credenciado junto à instituição. Além disso, vale a pena também procurar por outras pessoas que já tenham passado por procedimentos com o seu médico e verificar qual foi a experiência delas”, recomenda a médica.

Pergunte tudo na consulta – O aspecto mais importante de uma boa consulta é que o paciente expresse seus desejos com relação ao resultado ideal que está procurando e que o cirurgião avalie se esse objetivo é alcançável. Além disso, ao contrário do que muitos pensam, os procedimentos cirúrgicos, independentemente de sua finalidade, não são nada simples. Por isso, antes de toda e qualquer cirurgia plástica, e até mesmo de procedimentos estéticos menos invasivos, é fundamental que você aproveite as consultas para esclarecer todas as suas dúvidas. “Pergunte sobre o tipo de anestesia, o tempo da cirurgia, se é necessário internação, como será o pós-operatório, quais são os riscos do procedimento, como serão as cicatrizes e quais os resultados esperados. Além disso, comunique seu médico sobre qualquer tipo de alergias ou doenças que você tenha e medicamentos que você use”, afirma a Dra. Beatriz. “Porém, é importante também que você escute seu médico, já que apenas ele poderá realizar uma avaliação e dizer se o procedimento que você deseja realizar é realmente o mais adequado para o seu caso. Caso contrário, ele poderá oferecer alternativas ao tratamento.”

Cuidados no pré-operatório – O pré-operatório para a lipoaspiração é o mesmo que para qualquer cirurgia, então deve incluir avaliação cardiológica, exames laboratoriais, a interrupção do uso de medicamentos anticoagulantes, cigarro e anticoncepcionais hormonais.

Como é feita a lipo – De acordo com o Dr. Paolo Rubez, o procedimento pode ser realizado em diversas partes do corpo, sendo mais comum no abdômen, flancos, pernas e braços. “O procedimento é ideal para as pessoas que têm excesso de gordura localizada e pouca flacidez de pele em áreas específicas do corpo”, diz o médico. Feita em ambiente ambulatorial e sob anestesia geral ou, em alguns casos, anestesia local, a técnica é realizada com o auxílio de uma cânula por onde a gordura é aspirada, sendo geralmente executada após a infusão de uma solução salina contendo anestésico local e adrenalina. “Isto reduz a perda de sangue, permite que a gordura seja removida mais facilmente e diminui o desconforto pós-operatório, visto que reduz a dor, os hematomas e o inchaço após o procedimento”, explica o médico. O paciente volta para a casa no mesmo dia, no geral.

As preocupações com o pós-operatório – “Durante o pós-operatório, o paciente pode apresentar dor leve, inchaço e hematoma nas áreas tratadas, sendo que o tempo de recuperação é de cinco a quinze dias para trabalho e um mês para atividades mais pesadas, como exercícios físicos”, afirma o Dr. Paolo Rubez. Além disso, a exposição solar da região deve ser evitada por 90 dias e deve-se também usar uma malha compressiva por no mínimo trinta dias, segundo o médico. “As recomendações da realização de drenagens linfáticas e ultrassons, para reduzir o inchaço, também são interessantes”, finaliza a Dra. Beatriz.

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Brasil Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório