Meteorologia

  • 20 SETEMBRO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Seis mitos sobre a alimentação que as nossas mães nos ensinaram

Descubra se o que você aprendeu está comprovado ou não, e mude seus hábitos

Seis mitos sobre a alimentação que as nossas mães nos ensinaram
Notícias ao Minuto Brasil

22:45 - 03/09/19 por Notícias ao Minuto Brasil

Lifestyle Mitos alimentares

Mitos sobre a alimentação não faltam e alguns deles foram passados de geração em geração, até os dias de hoje. A nutricionista do PronoKal Group, Graciela Moreira, desvenda alguns deles.

Comer fruta depois das refeições, engorda.

Não. O valor calórico de um alimento depende da sua concentração de nutrientes (proteínas, hidratos de carbono e gorduras), portanto é indiferente o momento em que é consumido. No entanto devemos ter algumas considerações:

- Recomenda-se, numa dieta saudável e equilibrada, três  frutas por dia, porque apesar de ser um alimento muito rico em vitaminas, minerais e fibra, tem também açúcares simples de absorção rápida e se for consumido em excesso aumentam as calorias da dieta.

- Como o aconselhado são três frutas por dia, existem três momentos ideais para consumi-las: café da manhã, meio da manhã (o nosso metabolismo está mais ativo e necessitamos de mais energia) e como snack ao lanche, já que pela sua quantidade de fibra, tem um efeito saciante. É por isso que muitas vezes não é aconselhado comer no almoço e jantar, já que nestas incluímos vegetais que têm um efeito similar.

- A partir da tarde o metabolismo torna-se mais lento, por isso muitos acreditam que jantando fruta vão emagrecer, mas é o contrário, porque ao consumir muita fruta não temos tempo para queimar as calorias ingeridas.

- De qualquer forma, são uma alternativa mais nutritiva e baixa em calorias do que qualquer sobremesa rica em açúcares ou gorduras.

Beber suco de laranja recém espremido para não perder as vitaminas.

Não. Para que haja uma diminuição considerável da vitamina C é preciso que se aqueça o suco a 120ºC, algo que habitualmente não se faz, uma vez que ele é bom ou natural ou frio. Outro fator relevante é a oxidação (deixar exposto ao O₂), mas já se mostrou que a vitamina se conserva perfeitamente até 12 horas, pelo que não é urgente consumi-lo assim que for espremido.

O chocolate preto não engorda. Comer muito chocolate faz com que surja acne.

Não. Nenhum alimento sozinho é a causa do aumento de peso, mas sim o excesso de calorias consumidas em relação ao que foi gasto. Se consumirmos mais do que necessitamos, o excesso é guardado em forma de gordura e essa acumulação tem como consequência o excesso de peso e mais à frente a obesidade. O chocolate é um alimento com alta densidade calórica devido ao seu alto teor de açúcar e gordura, por isso é importante ter em mente:

- Que o chocolate preto com elevada percentagem de cacau, apesar de ter menos calorias que o chocolate ao leite (a diferença é mínima), ao ser mais amargo dá-nos uma maior sensação de saciedade e controla-se melhor a quantidade consumida. Além de que, ao consumir mais cacau estamos consumindo mais antioxidantes.

- Não há estudos científicos que demonstrem que o chocolate é a causa da acne, o  seu aparecimento pode estar associado a mudanças hormonais ou genética. Recomenda-se uma alimentação baixa em gorduras saturadas, e o chocolate seria mais um alimento numa lista de alimentos a controlar.

Misturar hidratos de carbono e proteínas engorda. 

Não. Como foi dito anteriormente o aumento de peso deve-se ao consumo excessivo de calorias e não à mistura de nutrientes como os hidratos de carbono e proteínas. Além disso, quase todos os alimentos que ingerimos são uma mistura de nutrientes. Por exemplo: os legumes, um alimento tão recomendado, têm uma elevada proporção de proteínas e de hidratos de carbono de absorção lenta. A chamada dieta dissociada é o que coloca este conceito em moda sem qualquer validação científica.

Os produtos integrais não engordam.

Não. Os produtos integrais costumam ter as mesmas calorias ou até, em alguns casos, um pouco mais que os não integrais. Por exemplo: no caso do pão a vantagem é que por ter mais fibra satisfaz mais, melhora o trânsito intestinal e fornece mais nutrientes. Engordar ou não dependerá da quantidade que consumimos.

Os produtos light emagrecem.

Não. A terminologia light não significa 'sem'. Está relacionado com o fato da indústria ter reduzido uma percentagem de calorias, mas não significa que seja completamente sem açúcar ou sem gordura. Portanto, a sua utilização não é livre e muitas vezes leva ao erro de que se pode consumir as quantidades que se quiser.

Conclusão: os alimentos não engordam ou emagrecem, é a nossa alimentação e atividade física que temos no dia a dia que é responsável pelo excesso ou não de peso.

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Brasil Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório