Meteorologia

  • 20 SETEMBRO 2020
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Afinal, por que a sexta-feira 13 é considerada um dia de azar?

Quando é que esta data passou a ser considerada um dia de azar?

Afinal, por que a sexta-feira 13 é considerada um dia de azar?
Notícias ao Minuto Brasil

12:50 - 13/12/19 por Notícias Ao Minuto

Lifestyle Superstições

Todos sabemos que a sexta-feira 13 é um dia de azar. Muitas pessoas deixam inclusive de fazer certas coisas nesta data 'fatídica', por medo de que algo mau possa acontecer. E há inclusive uma fobia que se baseia nesse medo e que foi denominada de: triscaidecafobia.

Há quem acredite que a superstição teve início por causa da Santa Ceia, já que estavam presentes 13 pessoas na mítica refeição e a morte de Jesus aconteceu numa sexta-feira. 

Os historiadores também afirmam que a associação da data ao azar pode estar relacionada com o dia em que Eva comeu a maçã da Árvore do Conhecimento ou quando o grande dilúvio começou. Em alternativa, a superstição pode existir graças a um evento histórico verdadeiramente catastrófico e factual: em uma sexta-feira, dia 13 de outubro de 1307, milhares de Templários foram capturados e torturados na França, como revela o site Be Lifestyle.

Na literatura, o primeiro registro deste mistério surgiu no século XIV, quando o escritor e filósofo Geoffrey Chaucer mencionou no seu livro ‘Os Contos de Cantuária’ que a sexta-feira 13 era um dia de má sorte. Ainda assim, só a partir do século XIX é que se começou a considerar popularmente a sexta-feira 13 como um dia de azar.

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Brasil Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório