Meteorologia

  • 27 OUTUBRO 2020
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Saiba os cuidados que o folião deve ter no carnaval

Fique atento à saúde e à segurança na hora de pular carnaval!

Saiba os cuidados que o folião deve ter no carnaval
Notícias ao Minuto Brasil

11:00 - 21/02/20 por Notícias Ao Minuto

Lifestyle Saúde e segurança

Já é carnaval! São quatro dias de festa, no mínimo. Haja preparo físico e disposição. O folião deve ficar atento à saúde e à segurança na hora de pular carnaval. “Resistência muscular é importante”, diz o educador físico, Marcos Medeiros. Então se você é sedentário, nada de ficar pulando o dia todo atrás do trio elétrico ou nos blocos de rua.

O ortopedista Serafim Costa chama a atenção para o tipo de calçado ideal para o carnaval. O tênis diminui o impacto nas articulações de sustentações. “O calçado deve ser confortável, que não aperta os pés. O solado funciona como amortecedor. Então, se você usar um tênis, o melhor é aquele de corrida, que amortece o impacto. Aquele tênis com solado mais fininho não é ideal. Usar sandálias rasteiras não é uma boa ideia porque o impacto é maior. É melhor usar sandálias com solado mais fofo”, explica Costa. Sobre sapatos com salto, “quanto mais alto o salto, maior a possibilidade de você desequilibrar e torcer o pé e o tornozelo”, acrescenta. Outra dica do ortopedista e dosar a brincadeira. Quem extrapolar os limites pode desenvolver dores musculares e processos inflamatórios nos tendões, e comprometer o pós-carnaval. “Quando estiver em casa, para descansar, coloque as pernas inclinas para cima e repouse”, finaliza Costa. 

“É muito importante a parte da hidratação. Beber água, água de coco e isotônico. Isso ajuda muito entre o intervalo das bebidas [alcoólicas], entre uma cerveja e umaa caipirinhas”, aconselha a nutricionista Priscila Correa.

Durante o carnaval, o folião tem um maior gasto energético. A nutricionista Karine Bello dá algumas dicas para o folião curtir o carnaval com energia e saúde. Karine diz que alguns foliões esquecem de se alimentar. “É importante o folião estar atento ao café da manhã, almoço, lanche, jantar. Parar para essas refeições para que consigam brincar o carnaval até o final”, lembra a nutricionista. A recomendação é ingerir alimentos leves, produtos integrais, cereais e frutas. Melão, abacaxi e melancia podem ajudar na hidratação. Karine também recomenda evitar os energéticos.

Mas cuidado com o local onde vai comprar o alimento. Consumir produtos e bebidas clandestinos na rua pode provocar intoxicação alimentar. Na hora de comprar esses produtos, o ideal é conferir as condições de higienização, embalagem, refrigeração do produto e verificar se há nos rótulos o selo do Serviço de Inspeção Federal (SIF), dos municípios (SIM) ou estados (SIE). É importante também prestar atenção se existe um funcionário exclusivo para manusear dinheiro, para não haver a contaminação cruzada. Além de intoxicações alimentares, ingerir alimentos de origem animal não fiscalizados pode ser a porta de entrada para doenças transmitidas dos animais aos homens, as chamadas zoonoses, como tuberculose e brucelose, além de outras enfermidades.

Os jovens com menos de 18 anos não devem consumir qualquer quantidade de bebidas alcoólicas. No Brasil, a venda desse tipo de bebida é proibida para essa faixa etária.

O cirurgião cardiovascular José Lima Oliveira Júnior alerta para o coquetel da morte. “Se a combinar estimulante sexual, energético e bebidas destiladas, ela passa a ingerir um coquetel de morte. Aumenta muito o risco de infarto e morte súbita”, afirma o médico.

“Nesta época do ano, as pessoas se alimentam mal, ficam longos períodos de exposição ao sol e não se hidratam e se excedem na ingestão de bebidas alcoólicas. Muitas vezes com isso elas acabam sobrecarregando o sistema cardiovascular, elas acabam se expondo a um risco mais elevado de ter algum evento cardiovascular agudo e pode levar a vida dela a risco e levar à morte por arritmia cardíaca ou infarto do miocárdio", afirma.

O médico explica que os energéticos têm uma quantidade muito grande de cafeína, que é uma substancia estimulante, que a curto prazo aumenta as pressões cardíaca e pressão arterial, e essa combinação aumenta o risco de infarto. “Então essa combinação é extremamente perigosa”, alerta José Lima. 

O uso do preservativo é recomendado para evitar a gravidez e infecções sexualmente transmissíveis (ISTs), como HIV, HPV, sífilis, gonorreia e hepatites B e C.

Com informações da Agência Brasil

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Brasil Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório