Meteorologia

  • 24 OUTUBRO 2020
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Neandertais e doentes de Covid-19 partilham gene 'quase idêntico'

A descoberta vem de um estudo realizado pelos institutos Karolinska em Estocolmo, na Suécia

Neandertais e doentes de Covid-19 partilham gene 'quase idêntico'
Notícias ao Minuto Brasil

12:53 - 13/10/20 por Notícias ao Minuto Brasil

Lifestyle Coronavírus e genética

Dos extintos neandertais os seres humanos herdaram pelos e cabelo mais grosso para se protegerem do frio e um sistema imunológico mais resistente. Mas, há mais...

Ao que parece adquirimos também genes que nos tornam mais predispostos ou não a sofrer de determinadas doenças, incluindo a recente Covid-19, de acordo com um artigo publicado na BBC. 

A descoberta vem de um estudo realizado pelos institutos Karolinska em Estocolmo, na Suécia, Instituto de Antropologia Evolutiva Max Planck, na Alemanha, e o Instituto de Ciência e Tecnologia de Okinawa, no Japão.

Segundo a pesquisa, publicada na revista Nature, foi notado um número significativo de doentes graves com Covid-19 que partilham um segmento de DNA bastante semelhante ao do Homo neanderthalensis.

É "praticamente idêntico", afirma Hugo Zeberg, co-autor do estudo e professor de neurociência do Instituto Karolinska, em entrevista à BBC. 

É um traço genético presente em aproximadamente 50% das pessoas naturais do Sudeste Asiático e em 16% dos europeus.

O estudo inédito estima que ser portador desse segmento de DNA pode triplicar o risco de hospitalização e de padecer de um quadro grave de infecção causada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, causador da Covid-19. 

"Praticamente idêntico"

O grupo genético, encontrado no cromossomo 3, é "praticamente idêntico" ao dos neandertais, somente com algumas posições distintas "num segmento de DNA de 50 mil pares de bases", explicou Zeberg. 

O estudo incluiu 3.199 pacientes, provenientes sobretudo da Europa. 

Outras pesquisas científicas prévias concluíram que essa herança genética teria sido adquirida através de relações sexuais esporádicas entre o Homo sapiens e neandertais há dezenas de milhares de anos. 

"Todas as pessoas que não têm raízes ancestrais de África carregam cerca de 2% de DNA neandertal", conta Zeberg.

Herança essa que é especialmente notória no sudeste da Ásia, onde 50% dos indivíduos são portadores do gene em questão. Entretanto, no Bangladesh, esse número atinge os 63%.

Além da Covid-19, os investigadores creem que outras doenças atuais, como a diabetes ou a doença de Crohn, possam ter origem nos nossos primos pré-históricos. 

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Brasil Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório