Meteorologia

  • 21 SETEMBRO 2018
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Especialista responde 7 questões sobre lipoaspiração

Cirurgião plástico tira as principais dúvidas sobre um dos procedimentos mais realizados no Brasil

Especialista responde 7 questões sobre lipoaspiração
Notícias ao Minuto Brasil

05:32 - 14/03/18 por Notícias Ao Minuto

Lifestyle estética

A lipoaspiração é um procedimento cirúrgico já conhecido do brasileiro, afinal é umas das cirurgias plásticas mais realizadas no Brasil, segundo os últimos dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Porém, atualmente novas variações dela surgiram e por ser um procedimento usado para modelar o corpo, há ainda muitas dúvidas e desconfianças. 

Segundo o cirurgião plástico e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, Dr. Rafael Werneck, qualquer procedimento cirúrgico que utilize uma cânula para retirar gordura é uma lipoaspiração. “Por isso, os procedimentos como lipolight, lipoaspiração com laser, hidrolipoaspiração e vibrolipoaspiração são variações do mesmo princípio e formas de lipoaspiração e, portanto, procedimentos cirúrgicos”, explica o especialista. Para sanar as dúvida, Werneck esclarece abaixo sete principais questões. Confira:

A lipoaspiração emagrece. MITO

A lipoaspiração não serve como medida para emagrecer e sim para definir o contorno corpo. “É preciso ressaltar que para um bom resultado idealmente o paciente deve estar no peso correto e para apenas retirar as gorduras localizadas por meio da lipo”, alerta Rafael.  

Qualquer médico pode fazer lipoaspiração. MITO

Esse procedimento é considerado uma cirurgia estética e, por isso, só pode ser realizado por cirurgiões plásticos, conforme direcionamento do Conselho Federal de Medicina.

A lipoaspiração melhora as celulites. VERDADE

Apesar do foco do procedimento não ser eliminar as celulites, essa cirurgia pode resultar em uma melhora das celulites localizadas nos culotes e em outras áreas, já que os traves que formam as celulites podem ser quebradas durante a lipoaspiração.

A lipoaspiração deixa grandes cicatrizes no corpo.MITO.

O procedimento não deixa grandes marcas ou cicatrizes no organismo, com exceção das cicatrizes que tem em média 2 a 4 mm de comprimento e ficam em áreas escondidas e ficam aparentes apenas se o paciente não tiver os devidos cuidados durante o pós-operatório. 

Após a lipo, não é possível engordar novamente na mesma região do procedimento. MITO

As regiões em que a lipo é feita, normalmente, demoram mais para “engordar”, por isso, o grande mito sobre não ser possível engordar novamente após esse procedimento. “A lipoaspiração modela, mas não emagrece. As células de gordura uma vez retiradas não voltam a aparecer, mas caso o paciente engorde, é possível sim que as celulas remanescentes na área também voltem a acumular gordura, já que não é possível remover todas as células numa lipoaspiração”, explica o cirurgião.

É possível retirar qualquer quantidade de gordura desejada durante a lipo. MITO

De acordo com o Conselho Federal de Medicina, existe um percentual específico que limita a quantidade de gordura que pode ser retirada do corpo através de procedimentos estéticos, que fica entre 5 e 7% do peso da pessoa e não pode ultrapassar 40% da superfície corporal total.

É preciso ter mais que 18 anos para realizar esse procedimento estético. VERDADE.

Na maior parte dos casos é preferível que o paciente seja maior de idade para realizar a cirurgia. Porém, outros critérios são levados em consideração e, apesar de cada caso ser um caso, é essencial que a saúde do paciente esteja em ótima qualidade antes de passar por qualquer cirurgia.

Leia também: Rinoplastia: especialista esclarece 7 mitos e verdades

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Brasil Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório