Meteorologia

  • 20 JUNHO 2018
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

7 passos para começar a fazer exercícios em casa, sem gastar dinheiro

Quem quer, arranja forma de treinar, sem desculpa.

7 passos para começar a fazer exercícios em casa, sem gastar dinheiro
Notícias ao Minuto Brasil

12:35 - 13/06/18 por Notícias Ao Minuto

Lifestyle Treino

Se não gosta de ir à academia, correr ‘não é a sua praia’ e pagar a um personal trainer privado não é opção, continua entre a grande maioria da população que pode praticar exercício físico.

Comecemos pelas boas notícias: Assim que o treino fizer parte da sua rotina e começar a notar diferenças no seu corpo, ‘obrigar-se’ a treinar vai passar a ser muito mais simples. Só tem de entrar no ritmo.

Para quem não sabe por onde começar, o Self ajuda com sete simples dicas que não são novas mas ajudarão a orientar quem se sente perdido frente à missão ‘vou começar a treinar’. Além disso, a junção destes passos básicos são a prova de que treinar é sempre possível, desde que se queira. 

1. Comece com calma

O primeiro ponto a ter consciência é de que deve começar devagar. Se não costuma treinar e não tem prática na área, não abuse, contra o risco de se lesionar ou ficar dolorido e desistir após os primeiros treinos. Assim, comece com simples exercícios que utilizam o peso do próprio corpo. Tal pode ser bastante eficiente além de que não precisa de muito além de um espaço amplo em casa. Existem inúmeros vídeos ou mesmo imagens sugeridas por certificados profissionais que pode acessar de forma gratuita com uma breve pesquisa na internet.

Alguns exercícios vai facilmente integrar na sua rotina como a prancha ou os agachamentos, que depois de uma breve explicação da posição, irá integrar cada treino facilmente.

2. Agregue vários exercícios

Ao reunir vários exercícios ou pequenos circuitos que façam sentido para o seu treino, acabará por criar o seu circuito de treino. Veja o exemplo de um circuito a seguir em casa, que deve ser repetido três vezes:

  • 45 segundos de flexões
  • 45 segundos de lunges alternados
  • 45 segundos de agachamentos
  • 45 segundos de jumping jacks
  • 45 segundos de elevação de glúteos

3. Mantenha uma rotina

Obrigue-se a praticar o seu circuito três vezes por semana, por exemplo. Pode criar três circuitos diferentes, para que o treino não seja monótono, mas não exagere na intensidade ou arrisca-se a perder o entusiasmo assim que não conseguir completar aquilo a que se estipulou.

4. Esteja atento à sua evolução

A certa altura, vai sentir que o treino que pratica não o desafia. Significa que melhorou a sua resistência e performance e que está na altura de procurar circuitos um nível acima.

5. Adicione peso ao seu treino

Além de exercícios mais desafiantes, acrescentar peso ao seu treino é uma forma de aumentar a sua dificuldade. Nem precisa gastar muito dinheiro com pesos ou outros acessórios de treino, já que há espaços outlet que vendem artigos de fitness. Para começar. Dois pacotes de arroz já lhe garantem pesos de um quilo.

6. Use a roupa mais confortável que tiver

O bom de treinar em casa é que não sente a ‘pressão’ de se vestir minimamente bem num espaço onde a segurança pode não estar no seu auge como na academia ou mesmo na rua. Em casa, ‘qualquer roupa’ serve – ponto positivo para quem não quer gastar dinheiro em roupa de ginástica.

7. Tire proveito dos apps de treino

Muitas são gratuitas e todas são uma ajuda ao seu treino, seja para registrar cada treino ou para acompanhar de forma mais cômoda novos exercícios de cardio ou abdominais, por exemplo, que são normalmente fornecidos de forma especializada, já que na maioria dos aplicativos do gênero pedem-lhe o sexo, idade e nível físico.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Brasil Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório