Meteorologia

  • 13 DEZEMBRO 2018
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Entenda como o atum beneficia a saúde e o bem-estar dos idosos

A população mais idosa pode diminuir o risco de quedas “ao comer regularmente atum”, revela uma nova e surpreendente pesquisa

Entenda como o atum beneficia a saúde e o bem-estar dos idosos
Notícias ao Minuto Brasil

06:16 - 05/12/18 por Notícias Ao Minuto

Lifestyle Superalimento?

Uma nova descoberta feita por pesquisadores irlandeses indica que o maior consumo de alimentos com elevado teor de proteína, tais como leite, ovos e atum, juntamente com a prática moderada de exercício físico, pode reduzir a fragilidade óssea dos idosos pela metade.

O estudo ressalta, inclusive e especificamente, que comer atum regularmente pode contribuir para a diminuição significativa de quedas entre os cidadãos mais velhos.

Cerca de 10% dos indivíduos com mais de 65 anos têm uma maior propensão para quedas, para sofrer de algum tipo de incapacidade e de morte prematura.

Estima-se que esse valor duplique ainda entre aqueles que atingem os 80 anos.

Os especialistas conduziram uma meta-análise, que analisou 46 estudos e teve como base uma população de 16 mil participantes.

O grupo descobriu que a fragilidade típica dos idosos pode ser revertida até 50% através da prática de exercício físico e de um maior consumo de proteína.

+ Brigadeiro low carb com creme de leite: confira a receita

O líder do estudo, o professor John Travers, do Trinity College, em Dublin, na Irlanda, pretende que, tendo em conta esta informação, os médicos encorajem os pacientes a praticarem cerca de 20 minutos de atividade física por dia, quatro vezes por semana, de modo a aumentar os níveis de estabilidade e a força de braços e de perna.

Travers salienta ainda que se deve colocar um maior ênfase no consumo diário de “leite, ovos, atum ou frango”. “Começamos tipicamente a perder massa muscular e força por volta dos 40 anos, entre 0,5 a 1% por ano”, disse.

“Os exercícios de força e a adoção de boas práticas alimentares, incluindo a ingestão de proteína adia e reverte este processo, providenciando uma melhor qualidade de vida”, explicou.

O estudo, publicado no periódico científico British Journal of General Practice, recomenda ainda para além das alterações alimentares, praticar diariamente 15 minutos de treino de força, o que inclui musculação e levantamento de pesos.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Brasil Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório