Meteorologia

  • 17 SETEMBRO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Comer carne processada aumenta risco de doença respiratória

A ingestão pode piorar os sintomas da asma, dizem investigadores

Comer carne processada aumenta risco de doença respiratória
Notícias ao Minuto Brasil

22:41 - 18/02/19 por Notícias Ao Minuto

Lifestyle Fast Food

Um novo estudo, que teve como base mil indivíduos na França e foi publicado no periódico científico Thorax, revela que consumir mais de quatro porções por semana de carne processada é um risco para a saúde.

Os investigadores crêem que um conservante de nome nitrito, usado em carnes como salsichas, salame e presunto, possa ser o responsável por piorar as condições das vias respiratórias.

Ainda assim, os cientistas salientam: “Mais do que se preocuparem apenas com um tipo especifico de comida, os indivíduos devem manter uma dieta saudável e equilibrada”.

O consumo de carne processada já foi associado à incidência de vários tipos de câncer.

+ Comer torradas queimadas é mais tóxico do que inalar fumaça de motores

Especialistas afirmam que não é recomendável comer mais do que 70 gramas por dia de carne vermelha e processada - o que equivale a uma salsicha e mais uma fatia de bacon por dia, por exemplo.

Estudo

Para o estudo, voluntários responderam a uma pesquisa sobre alimentação e saúde durante dez anos, de 2003 a 2013.

Metade dos participantes tinha asma. O restante - o chamado grupo de controle - não tinha qualquer histórico da doença.

A pesquisa analisou os sintomas da asma - falta de ar, chiado e sensação de aperto no peito - e o consumo de carne processada: uma porção simples foi classificada como duas fatias de presunto, uma salsicha ou duas fatias de salame.

+ Cabeleira farta! Conheça o chá que combate queda de cabelo

Entre os asmáticos, um maior consumo de carne foi associado a um agravamento dos sintomas pulmonares.

Pessoas que admitiram ingerir mais de quatro porções por semana - oito fatias de presunto ou quatro salsichas, por exemplo - registraram um agravamento superior da sua condição asmática no final do estudo.

Os pesquisadores destacam que esta experiência não prova a 100% que a causa do agravamento seja a dieta, já que vários fatores na vida de uma pessoa podem agravar um quadro de asma.

"Embora certos alimentos possam desencadear alergias em algumas pessoas, não há uma recomendação específica de dieta para lidar com sintomas da asma de modo geral", afirma Erika Kennington, chefe de pesquisa no centro Asthma UK.

Para a maioria dos pacientes, segundo ela, ter uma alimentação saudável "funciona da mesma maneira do que para o restante das pessoas: ter uma dieta equilibrada que inclua muitos alimentos frescos e não processados, com baixo teor de açúcar, sal e gorduras saturadas, como uma dieta de estilo mediterrânico".

Leia também: Que tal começar a semana com um tomate recheado no jantar?

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Brasil Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório