Meteorologia

  • 22 ABRIL 2019
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Pesquisadores alertam para possível falha em GPS científicos

A falha, conhecida como 'Week Number Rollover', acontece a cada 19 anos

Pesquisadores alertam para possível falha em GPS científicos
Notícias ao Minuto Brasil

22:22 - 04/04/19 por Lusa

Tech Dispositivos

Pesquisadores alertam que no dia 06 de abril os Sistemas de Posicionamento Global (GPS) usados em várias áreas de investigação podem sofrer uma falha que provoca "registros incorretos", recomendando a atualização dos dispositivos.

A falha, conhecida como 'Week Number Rollover', acontece a cada 19 anos e afeta os dispositivos de GPS quando o sistema interno de navegação atinge a semana 1024, limite que, segundo um artigo publicado na revista científica Nature, se repete pela "segunda vez" à 00h00 do dia 6 de abril, quando o número da semana transmitida pelos satélites é "convertido para zero".

"O 'bug' provavelmente vai afetar os dispositivos de GPS mais antigos ou aqueles que não fizeram atualizações recentes do 'firmware' ('software' programado na memória do aparelho)", frisa o artigo, adiantando que "os GPS vulneráveis não vão necessariamente deixar de funcionar à meia-noite (...) alguns podem falhar nas próximas semanas, meses ou anos" dependendo da forma como estão configurados.

+ Nasa e MIT criaram uma asa de avião que muda de forma

Por sua vez, a maior parte dos dispositivos do consumidor são imunes, uma vez que a falha não afeta a precisão do posicionamento, e muitos dos novos aparelhos foram desenvolvidos para "lidar com este problema".

Tendo em conta que a "Week Number Rollover" afeta "muitos instrumentos científicos" que usam o GPS para permanecer em sincronização, tais como sismógrafos, matrizes globais de instrumentos e radiotelescópios, os fabricantes destes dispositivos criaram já páginas na internet que permitem aos usuários verificar se o dispositivo que possuem é vulnerável.

"Os usuários podem verificar se os seus modelos são vulneráveis e fazer o 'download' de atualizações do 'software' para proteger os seus instrumentos ou comprarem modelos mais recentes", afirma o artigo, adiantando que os instrumentos que dependem do sistema russo GLONASS, da rede europeia Galileo ou do sistema chines Beidu "não vão ser afetados pela falha".

Vários os cientistas, desde sismólogos a físicos, já começaram a verificar a vulnerabilidade dos seus instrumentos e a atualizá-los para "antecipar o problema", como é o caso dos investigadores do Centro Alemão de Pesquisas em Geociências (GFZ) que já arranjaram 13 dos 22 dispositivos que têm espalhados pelos Alpes, prevendo a substituição ou atualização de centenas de GPS que "deverão ser afetados antes do final de 2022".

+ 540 milhões de usuários do Facebook tiveram dados expostos em servidor

A última 'Week Number Rollover' aconteceu em 1999, falha que afetou alguns dos "melhores aparelhos, mas vários de baixo custo salvaram o dia", conclui o artigo. Com informações da Lusa. 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório