Meteorologia

  • 22 NOVEMBRO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

As grifes de luxo que aboliram o uso de pele de animais

A Prada anunciou que não fará mais uso de peles verdadeiras para atender demanda por 'produtos éticos'

As grifes de luxo que aboliram o uso de pele de animais - O debate sobre a questão do uso de peles vem acontecendo há décadas, com organizações em defesa dos direitos dos animais como a For Free Alliance ou a PETA (People for the Ethical Treatment of Animals), fazendo apelos para que as grifes parem de incentivar o sofrimento dos animais. Mesmo que o uso de peles divida o mundo da moda, isso não impede que essas peças de origem animal continuem massivamente presentes na passarela. De acordo com a International Fur Federation (IFF), as vendas globais geradas pelo setor de peles atingiram 30 bilhões de dólares somente em 2017. Apesar disso, estilistas como a britânica Stella McCartney vêm influeciando em uma mudança na indústria. A designer vegana nunca fez uso de peles em suas coleções e promove moda livre da crueldade: 'Já é hora de a indústria da moda perceber que a pele é cruel e está fora de moda'. Ela acredita que a moda pode ser luxuosa mesmo sem o uso de peles e essa ideia vem convencendo outros renomados estilistas. Prada Recentemente, a Prada deu um grande passo à frente e anunciou a proibição do uso de peles em suas criações a partir já das coleções de Primavera/Verão 2020. A grife italiana se junta a outras grandes marcas, a exemplo da Gucci, Burberry e Chanel, que já pararam de usar esses materiais. O comunicado divulgado pela diretora artística da Prada e chefe da empresa, Miuccia Prada, destacou que 'o Grupo Prada está comprometido com a inovação e responsabilidade social, e nossa política livre de pele é uma extensão desse engajamento. Materiais inovadores permitirão à empresa explorar novos limites de design criativo, enquanto atende à demanda por produtos éticos'. Na galeria, veja quais as outras grifes de luxo que aboliram a produção de peças com peles de animais.

Notícias ao Minuto Brasil

13:30 - 30/05/19 por Notícias Ao Minuto

Lifestyle Sustentável

O debate sobre a questão do uso de peles vem acontecendo há décadas, com organizações em defesa dos direitos dos animais como a For Free Alliance ou a PETA (People for the Ethical Treatment of Animals), fazendo apelos para que as grifes parem de incentivar o sofrimento dos animais.

Mesmo que o uso de peles divida o mundo da moda, isso não impede que essas peças de origem animal continuem massivamente presentes na passarela. De acordo com a International Fur Federation (IFF), as vendas globais geradas pelo setor de peles atingiram 30 bilhões de dólares somente em 2017.

Apesar disso, estilistas como a britânica Stella McCartney vêm influeciando em uma mudança na indústria. A designer vegana nunca fez uso de peles em suas coleções e promove moda livre da crueldade: 'Já é hora de a indústria da moda perceber que a pele é cruel e está fora de moda'.

Ela acredita que a moda pode ser luxuosa mesmo sem o uso de peles e essa ideia vem convencendo outros renomados estilistas.

Prada

Recentemente, a Prada deu um grande passo à frente e anunciou a proibição do uso de peles em suas criações a partir já das coleções de Primavera/Verão 2020. A grife italiana se junta a outras grandes marcas, a exemplo da Gucci, Burberry e Chanel, que já pararam de usar esses materiais.

O comunicado divulgado pela diretora artística da Prada e chefe da empresa, Miuccia Prada, destacou que 'o Grupo Prada está comprometido com a inovação e responsabilidade social, e nossa política livre de pele é uma extensão desse engajamento. Materiais inovadores permitirão à empresa explorar novos limites de design criativo, enquanto atende à demanda por produtos éticos'.

Na galeria, veja quais as outras grifes de luxo que aboliram a produção de peças com peles de animais.

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Brasil Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório