Meteorologia

  • 25 OUTUBRO 2020
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Vulcão entra em erupção nas Ilhas Galápagos

Fotos divulgadas pelo Parque Nacional de Galápagos mostram lava e material incandescente caindo por um dos flancos do Wolf, e uma fumaça que se eleva da cratera

Vulcão entra em erupção nas Ilhas Galápagos
Notícias ao Minuto Brasil

21:28 - 25/05/15 por Notícias ao Minuto Brasil

Mundo Equador

O vulcão Wolf, nas ilhas de Galápagos, no Equador, entrou em erupção nesta segunda-feira (25), lançando lava em uma zona desabitada por humanos, que abriga a única população de iguanas rosadas do mundo, disseram autoridades.

O vulcão está localizado na Ilha Isabela, a maior do arquipélago equatoriano, Patrimônio Natural da Humanidade. Os moradores de Isabela estão em Puerto Villamil, a 115 quilômetros ao sul do vulcão, informou o G1.

A erupção liberou fluxos de lavas que descem pela parte oposta ao local onde estão os animais, e gerou uma coluna de fumaça de 10 quilômetros de altura. A tripulação de um barco que navegava pela região registrou em vídeo os primeiros momentos da erupção.

"Esta erupção gerou uma coluna muito grande de mais de 10 quilômetros de altura, e posteriormente se dirigiu até a parte sul do vulcão. Não temos registro de qualquer tipo de perturbação para a população", afirmou à imprensa Sandro Vaca, do Instituto Geofísico de Quito.

Em nota, o Parque Nacional de Galápagos (PNG) informou que "No vulcão está assentada a única população de iguanas rosadas do mundo, compartilhando o habitat com iguanas tartarugas gigantes Chelonoidis becky, localizadas na parte noroeste e que, por isso, não devem ter sido afetadas".

O PNG ressaltou que a erupção não representa um risco para as operações turísticas, e os parques continuarão abertos.

De acordo com o Parque, a última erupção do Wolf foi registrada em 1982. A atividade vulcânica pode se manter em ação por vários dias, com fluxos de lava que eventualmente descerão até a zona marítima, segundo o especialista do Instituto Geofísico.

A explosão foi avistada nesta madrugada por um barco de turismo, que alertou as autoridades de Galápagos. Elas realizarão sobrevoos para determinar o impacto da erupção.

Campo obrigatório