Meteorologia

  • 08 DEZEMBRO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Morreu o último sobrevivente do desastre do Hindenburg

Werner Gustav Doehner tinha 90 anos. O desastre do zepelim em 1937 provocou a morte a 36 pessoas

Morreu o último sobrevivente do desastre do Hindenburg
Notícias ao Minuto Brasil

16:00 - 17/11/19 por Notícias Ao Minuto

Mundo Óbito

O último sobrevivente do desastre aéreo do Hindenburg morreu no passado dia 8 de novembro. Werner Gustava Doehner tinha 90 anos e morreu num hospital em Laconia, nos Estados Unidos, confirmou este domingo o seu filho, Bernie Doehner, à CNN.

Werner Doehner tinha oito anos de idade na altura do desastre. No dia 6 de maio de 1937, o zepelim incendiou-se e caiu em Lakehurst, Nova Jérsia. 36 pessoas morreram, incluindo o pai e a irmã de Doehner. Entre os 62 sobreviventes, estavam a sua mãe e o seu irmão mais velho.

“Tirou-lhe o pai e a irmã e deixou-o com cicatrizes permanentes. Ele tinha uma que descia pela sua perna e fez nove operações para enxertos de pele. Uma das suas orelhas ficou em muito mau estado”, disse Bernie Doehner. “Ele sofreu queimaduras tão graves que ficou cego durante vários meses”, acrescentou.

Na primeira metade do século XX, os dirigíveis realizavam com frequência viagens intercontinentais. O Hindenburg era um dos maiores e era motivo de orgulho para a Alemanha nazi.

Apesar de os dirigíveis modernos utilizarem hélio, que não é inflamável (o Hindenburg usava hidrogénio), as imagens a preto e branco do desastre do zepelim são consideradas por especialistas como um dos principais fatores que tornam improvável que se realizem novamente viagens em dirigíveis.

Campo obrigatório