Meteorologia

  • 09 DEZEMBRO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Mais de 40 anos de prisão para padres que abusaram de crianças surdas

Casos de pedofilia em colégio católico abalam Igreja, na terra natal do Papa Francisco

Notícias ao Minuto Brasil

19:45 - 25/11/19 por Notícias Ao Minuto

Mundo Pedofilia

Dois padres foram condenados a mais de 40 anos de prisão por abusos sexuais de menores com deficiência auditiva, num instituto católico da cidade de Mendoza, na Argentina, em mais um caso que abala a Igreja Católica, desta vez na terra natal do atual Papa.

Nicola Corradi  e Horacio Corbacho foram condenados a 42 e 45 anos de prisão, respectivamente, pelo Tribunal Penal Colegiado 2, que ainda condenou um jardineiro, Armando Gómez, a 18 anos de prisão.

Segundo o jornal Washington Post, as autoridades de Mendoza são ainda obrigadas a acompanhar as vítimas e a garantir medidas reparadoras.

Corradi, um italiano de 83 anos, e Corbacho, um argentino de 59 anos, foram detidos em 2016, quando começaram a surgir as primeiras denúncias sobre os crimes sexuais praticados no instituto católico .

O Instituto Antonio Próvolo é alvo de uma mega investigação com relação a crimes de pedofilia, sendo este apenas o primeiro julgamento. Algumas vítimas estavam presentes durante a leitura da sentença.

Ariel Lizárraga, pai de uma das vítimas abusadas no Instituto Próvolo, afirmou ao jornal Clarín, após a decisão do tribunal, que a sentença era importante para a Argentina e "para o mundo". "Pedimos ao mundo que se disponha a falar, a denunciar os padres e a Igreja", afirmou.

Campo obrigatório