Meteorologia

  • 01 OUTUBRO 2020
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Coronavírus chegou aos humanos através de cobras, aponta estudo

Estudo descreve que o vírus teria tido origem nas cobras vendidas no mercado de mariscos em Wuhan.

Coronavírus chegou aos humanos através de cobras, aponta estudo
Notícias ao Minuto Brasil

20:30 - 23/01/20 por Notícias Ao Minuto

Mundo Coronavírus

Um estudo da Universidade de Pequim e da Universidade de Bioengenharia de Wuhan, publicado na quarta-feira no 'Journal of Medical Virology', indica que o surto do coronavírus pode ter tido origem nas cobras vendidas no mercado de mariscos Wuhan. Esta foi a causa provável da primeira infecção do novo coronavírus em humanos apontada pelos cientistas.

O vírus foi inicialmente detectado no mês passado num mercado de mariscos nos subúrbios de Wuhan, a capital da província de Hubei, que é também um importante centro de transporte doméstico e internacional, mas se alastrou a várias províncias chinesas.

Agora o estudo, citado pelo G1, detalha que a primeira infecção em humanos teria ocorrido através do contato de trabalhadores do mercado com a carne de cobra. “Muitos pacientes foram potencialmente expostos a animais no mercado de frutos do mar de Huanan, onde também eram vendidas aves, cobras, morcegos e outros animais silvestres”, diz o estudo.

Para chegar a estes resultados, os cientistas fizeram uma análise em que identificaram o material genético dos animais vendidos no mercado. Alguns resultados também apontavam para uma sequência genética do vírus nos morcegos, mas a hipótese de este ter sido o primeiro ponto de contágio foi descartada. Os estudiosos acreditam que foi mesmo através das cobras que o vírus chegou aos humanos, mais especificamente através da cobra chinesa.

O estudo não é, porém, claro quanto à forma de transmissão do vírus. Os cientistas não conseguiram descobrir como o vírus passou do sangue frio das cobras para o sangue quente dos humanos. Para o vírus ter conseguido 'sobreviver' a esta variação significa que é "muito adaptável".

Até ao momento, cerca de 600 pessoas foram infectadas, essencialmente no território chinês, e 17 morreram, todas em Wuhan ou na sua província, Hubei. Arábia Saudita, Coreia do Sul, EUA, Japão, Singapura, Taiwan, Tailândia, Vietnã e regiões administrativas especiais chinesas são os locais onde as autoridades já identificaram pacientes com resultado positivo ao teste do coronavírus.

Além disso, há quatro casos que estão sendo estudados na Escócia por suspeita de infecção pelo coronavírus. Trata-se de pessoas que estiveram em Wuhan e que apresentam sintomas respiratórios.

Campo obrigatório