Meteorologia

  • 18 FEVEREIRO 2020
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Coronavírus “pode sobreviver até nove dias” em maçanetas e corrimãos

2019-nCoV permanece nas superfícies quatro vezes mais tempo que o vírus da gripe

Coronavírus “pode sobreviver até nove dias” em maçanetas e corrimãos
Notícias ao Minuto Brasil

20:00 - 10/02/20 por Notícias Ao Minuto

Mundo Coronavírus

O novo coronavírus, que já matou mais de 900 pessoas na China e infectou 40 mil um pouco por todo o mundo, pode sobreviver em maçanetas e corrimãos até nove dias, diz um estudo realizado pelas universidades alemãs e Ruhr Bochum e Greifswald e divulgado, esta segunda-feira, no Journal of Hospital Infection.

De acordo com os investigadores, a menos que as superfícies sejam desinfetadas, o 2019-nCoV pode permanecer nelas quatro vezes mais tempo que o vírus da gripe, que sobrevive dois dias.

O novo coronavírus pode assim manter-se ativo em superfícies como plástico, vidro, metal e madeira, entre duas horas a nove dias.

Assim como a gripe, este vírus prefere superfícies frias. As temperaturas acima dos 30º C reduzem a sua taxa de sobrevivência.

O mesmo estudo revela que o coronavírus é relativamente fácil de matar com produtos à base de álcool ou lixívia, mas podem sobreviver durante muito tempo se as superfícies não forem desinfetadas.

Já os equipamentos de proteção usados pelos médicos devem ser descartados imediatamente para não existir perigo de propagação.

Campo obrigatório