Meteorologia

  • 07 AGOSTO 2020
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Homem é condenado por atropelar jovem de forma intencional e mortal

As imagens, divulgadas pela polícia britânica, antecederam o atropelamento mortal de um jovem

Notícias ao Minuto Brasil

05:48 - 25/06/20 por Notícias ao Minuto Brasil

Mundo Vídeo Assustador

Em outubro de 2019, um jovem alcoolizado quebrou um vidro de um carro e se envolveu em uma confusão com um motorista, porém um amigo que estava por perto decidiu apaziguar a situação e o tirou da briga. No entanto, o dono do imóvel decidiu perseguir os rapazes e atropelou mortalmente o amigo do rapaz que provocou a situação.

Nesta segunda-feira (22), Uran Nabiev, de 63 anos, foi condenado em Old Bailey, Inglaterra, por homicídio culposo depois de ter conduzido deliberadamente contra um jovem e de o ter arrastado durante nove metros, .

Jake Kemp, de 26 anos, deslocou-se a um bar com um amigo, até que resolveram sair e ir até casa de outro amigo, optando por parar pelo caminho para comprar mais cerveja. Já pelas 4h30, ambos saíram e caminharam por uma avenida da cidade, a Bexley Road.

Foi nessa ocasião que o amigo de Jake deu um murro no vidro de um Toyota Prius estacionado. Mais tarde, o jovem admitiu à política ter-se tratatado de um ato irrefletido, por estar alcoolizado.

O dono do carro, Uran, estava acordado, testemunhou os danos e entrou no veículo com o intuito de perseguir os jovens.

Nas imagens que pode ver na galeria, e que documentam a perseguição que antecedeu o atropelamento fatal, vê-se que o amigo de Jake é o primeiro a ser atropelado. O jovem cai em cima do capô do carro e depois resvala para o chão, ficando com um ombro deslocado.

Já Jake, perante a ameaça, correu para o outro lado da estrada. Uran Nabiev, por sua vez, deu ré e acelerou em direção ao jovem. Quando este tropeça e cai, imagens que já não são visíveis no vídeo divulgado pela polícia britânica, é atropelado pelo homem de 63 anos, que o deixa deitado no chão.

Jake estava insconsciente à chegada dos serviços de emergência, mas sofreu uma lesão cerebral grave e foi declarado morto passados três dias, a 22 de outubro de 2019.

Depois do atropelamento, Uran Nabiev foi até ao aeroporto de Heathrow e pegou um avião de volta ao país de onde é originário, o Azerbaijão.

O homem acabou sendo detido quando regressou a Inglaterra, no dia 10 de novembro de 2019.

De acordo com o inspetor Jason Fitzpatrick, responsável pelo caso, “Jake não fez nada de errado naquela noite. Estava por acaso com um amigo que teve um ato estúpido. Parece incrível que um jovem perca a vida e que sua família fique devastada por um assunto tão trivial".

Campo obrigatório