Meteorologia

  • 16 ABRIL 2021
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

As imagens (e a mensagem) que marcam a histórica visita do Papa ao Iraque

O Sumo Pontífice pediu aos iraquianos para aceitarem a diversidade. A sua histórica visita trouxe esperança à marginalizada minoria cristã no país

Chegou ao fim nesta segunda-feira a histórica visita de três dias do Papa Francisco ao Iraque. Uma visita que ficou marcada pela mensagem de coexistência e diálogo inter-religiosos no país, mas também por apelos para aceitação da diversidade, de perdão e de paz.

O Papa Francisco não perdeu uma oportunidade para passar a sua mensagem.

Falou em Bagdá, em Najaf, onde se encontrou com o poderoso clérigo xiita, o grande Ayatollah Ali Al-Sistani, ou em Nineveh, onde Francisco esteve com cristãos que foram vítimas do terror e intolerância religiosa do Estado Islâmico, de acordo com a Associated Press.

Para a marginalizada minoria cristã no Iraque, a visita do Papa Francisco revestiu-se de uma importância ainda maior e representou um raio de esperança.

A visita de um Papa ao Iraque, um país dilacerado pela guerra, seria certamente difícil de imaginar há alguns anos, e a segurança foi apertada e os eventos em que o Papa Francisco participou controlados de forma rígida.

Os receios dos especialistas em saúde pública de que a visita gerasse multidões que atuassem como super-propagadores do coronavírus também não foram um impedimento para o Papa Francisco, isto num país onde poucos foram vacinados. E as multidões acompanharam o Sumo Pontífice por onde quer que este passasse.

Pode recordar em imagens a visita do Papa Francisco ao Iraque na fotogaleria acima.

Leia Também: Papa Francisco deixa o Iraque após visita de três dias ao país

Campo obrigatório