Meteorologia

  • 25 OUTUBRO 2021
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Provas encontradas em casa de assassino em série apontam para 17 vítimas

As autoridades mexicanas realizaram escavações debaixo da casa do suspeito e encontraram mais de 3.700 fragmentos de ossos humanos. Número de vítimas até pode ser maior.

Provas encontradas em casa de assassino em série apontam para 17 vítimas
Notícias ao Minuto Brasil

12:10 - 13/06/21 por Notícias ao Minuto Brasil

Mundo México

Os investigadores mexicanos que estão encarregados do caso de um homem suspeito de ser um assassino em série revelaram este sábado que encontraram 3.787 fragmentos de ossos humanos, após realizarem escavações debaixo da casa do homem identificado como ‘Andrés’, situada nos arredores da Cidade do México, informa a Associated Press. 

Aparentemente, estes fragmentos de ossos pertencem a 17 vítimas diferentes.

As autoridades ainda estão analisando estes fragmentos de ossos para tentarem extrair DNA que lhes permita identificar as vítimas.

Mas os procuradores mexicanos afirmam que as descobertas macabras, assim como o número de vítimas deste assassino em série, podem não ficar por aqui. As escavações efetuadas foram feitas apenas na casa do suspeito. As autoridades pretendem agora fazer escavações no solo de quartos que ‘Andrés’ alugava na propriedade onde vivia.

Na casa do suspeito, um açougueiro aposentado de 72 anos, foram encontrados diversos cartões de identificações e outros objetos de pessoas que desapareceram há anos. Também foram encontradas gravações de áudio e de vídeo que sugerem que o assassino teria feito gravações das suas vítimas, e que podem indicar há quanto tempo cometia os crimes.

Algumas das gravações foram feitas no formato 8 milímetros, que foi descontinuado por volta de 2007. Também foram encontradas 25 cassetes VHS, que praticamente desapareceram do mercado em 2016 (convém ter em conta alguns destes formatos foram abandonados antes noutros países, mas mantiveram-se em circulação no México).

Nesta altura, o suspeito aguarda pelo julgamento do último homicídio que cometeu e que levou à sua detenção no passado mês de maio.

Campo obrigatório