Meteorologia

  • 21 OUTUBRO 2021
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Snickers pede desculpa e remove anúncio acusado de homofobia

Anúncio gerou onda de indignação na Espanha, incluindo uma crítica da ministra da Igualdade, Irene Montero

Notícias ao Minuto Brasil

13:06 - 07/08/21 por Notícias ao Minuto Brasil

Mundo Espanha

A Snickers Espanha pediu desculpa e removeu um anúncio que gerou uma onda de polêmica no país, sendo descrito como abertamente homofóbico. A empresa lamentou, através de comunicado publicado nas redes sociais, "o mal-entendido que possa ter causado".

O vídeo de apenas 20 segundos tem como protagonista um influencer espanhol, Aless Gibaja, que pede ao funcionário de um bar um "suco de laranja sexy". Ao mesmo tempo, o amigo que está sentado a seu lado troca um olhar confuso com o empregado, que decide entregar-lhe, ao invés do suco, um chocolate Snickers.

Depois de um dentada, o primeiro interlocutor muda completamente de atitude, apresentando-se mais másculo e com uma voz mais grave. "Está melhor?", pergunta-lhe o amigo. "Sim", responde.

O anúncio gerou indignação geral, com reações a surgir de vários lados. A ministra da Igualdade, Irene Montero, condenou o uso de "homofobia como estratégia comercial". "Questiono-me a quem poderá parecer uma boa ideia usar a homofobia como estratégia comercial. A nossa sociedade é diversa e tolerante. Tomara que possa aprender a ser também quem tem poder para tomar decisões sobre o que vemos e ouvimos nos anúncios e nos programas de televisão".

"É vergonhoso e lamentável que nesta altura haja empresas a perpetrar estereótipos e a promover a homofobia", declarou a Federação Estatal LGBT, também através do Twitter

A Snickers respondeu através de comunicado, anunciando a decisão de remover o anúncio e pedindo desculpas pelo "mal-entendido que possa ter causado". "Em nenhum momento se pretendeu ofender ou estigmatizar a nenhuma pessoa ou comunidade", acrescentaram. "De novo, lamentamos qualquer mal-entendido".

Campo obrigatório