Fidel e Adidas: o gosto capitalista do líder cubano

As imagens do pai da Revolução Cubana vestindo a marca geraram críticas nas redes sociais

© Reuters
Mundo Fidel Castro 17:44 - 30/11/16 POR Notícias Ao Minuto

Do ano de 2000 para cá, o mundo viu uma amizade crescer e se tornar inseparável: Fidel Castro e seu casaco Adidas. As imagens do pai da Revolução Cubana vestindo um dos grandes símbolos do capitalismo geraram diversas críticas nas redes sociais.

PUB

Desde que o líder cubano anunciou que que iria deixar o cargo de maneira temporária para se submeter a uma operação, Fidel trocou de uniforme. O traje militar rigoroso foi substituído por roupas confortáveis de marcas como Fila, Reebok, Nike e - a queridinha - Adidas.

A popularização da marca na ilha começou após o patrocínio do Comitê Olímpico de Cuba até 2012. A adidas fornecia material esportivo para os atletas. Segundo a diretora diretora sênior de comunicações corporativas da Adidas, embora Fidel tenha se tornado um grande representante da marca, a empresa nunca fez um contrato com o líder cubano.

Conforme informações do Globo, a marca, na verdade, está muito mais relacionada a ideologia nazista do que capitalista, já que seu fundador era nazista. 

Leia também: Os segredos que Fidel Castro levou para o túmulo

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

X