Meteorologia

  • 09 ABRIL 2020
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Maioria dos israelenses acredita que Netanyahu é corrupto

O acordo de submarinos de novembro com o gigante alemão da construção naval, ThyssenKrupp Marine Systems, está sob investigação por suspeitas de corrupção

Maioria dos israelenses
 acredita que Netanyahu é corrupto
Notícias ao Minuto Brasil

07:01 - 22/07/17 por Notícias Ao Minuto

Mundo Primeiro-ministro

Uma nova pesquisa indica que quase metade dos israelenses acredita que o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu é corrupto, embora também defendam que ele é a pessoa mais adequada para o posto de líder do país.

Conduzida pelo Panels Politics para o jornal de língua hebraica Ma'ariv, a pesquisa descobriu que 48% dos israelenses acreditam que Netanyahu é corrupto contra 38% que defendem o contrário. 14% não souberam ou não quiseram responder.

Quando perguntado se eles "acreditam ou não acreditam na afirmação de que o primeiro-ministro Binyamin Netanyahu não sabe nada sobre atividades de corrupção no caso do submarino e do navio", apenas 30% das pessoas entrevistadas acreditam que não havia desvio de conduta, enquanto 55% acreditam no contrário. 15% dizem que não sabem.

O acordo de submarinos de novembro com o gigante alemão da construção naval, ThyssenKrupp Marine Systems, está sob investigação por suspeitas de corrupção. O intermediário no negócio, Miki Ganor, contratou o primo e advogado pessoal de Netanyahu David Shimron para representar o país no acordo.

"As questões serão esclarecidas e acredito que o acordo vai continuar", disse o primeiro-ministro sobre as acusações. Na época, a empresa disse que não sabia que a Ganor havia consultado outras partes na transação.

Os resultados da pesquisa diferem muito dos eleitores do partido Likud que Netanyahu preside, com 80% deles defendendo que o primeiro-ministro não é corrupto e 69% sustentando a afirmação de que ele também não tinha conhecimento de corrupção.

Mesmo assim, mais de um quarto dos cidadãos dos países acreditam que ele ainda é o mais indicado para liderar o país. O concorrente mais próximo, Yair Lapid teve 14%. Apenas 33% dos israelenses entrevistados indicaram que, se Netanyahu renunciasse, prefeririam um governo liderado pelo Partido Likud com um ministro diferente ao leme. Com informações do Sputnik Brasil.

Campo obrigatório