Meteorologia

  • 21 NOVEMBRO 2017
Tempo
10º
MIN 10º MÁX 10º

Edição

Parlamento do Curdistão aprova referendo separatista

No entanto, países vizinhos alertam para 'consequências'

Parlamento do Curdistão aprova referendo separatista
Notícias ao Minuto Brasil

19:23 - 15/09/17 por Ansa

Mundo independência

O Parlamento do Curdistão iraquiano aprovou uma resolução que marca o referendo de independência da região para o próximo dia 25 de setembro. Em uma sessão tumultuada nesta sexta-feira (15), a oposição deixou a votação em sinal de protesto.   

O governo de Bagdá, as Nações Unidas e quase toda a comunidade internacional se declararam contrários ao referendo, ao menos, até quando o grupo terrorista Estado Islâmico (EI) não for derrotado.   

Assim que a notícia foi divulgada, a Turquia voltou a elevar o tom e ameaçou impor sanções contra a região, e informou que conta com um "plano de ação" para reagir à convocação. Em entrevista à emissora estatal, o presidente turco, Recep Tayyip Erdoganm, reforçou que a decisão é "um grave erro".   

"As declarações de [Masud] Barzani [presidente do Curdistão iraquiano] estão profundamente erradas. Ele conhece a nossa sensibilidade em questões à integridade territorial do Iraque e do status de Kirkuk", disse Erdogan lembrando que os dois países compartilham cerca de 350 quilômetros de fronteiras.   

Já a Casa Branca emitiu uma nota em que informam que os "EUA não apoiam a intenção do governo regional do Curdistão de fazer um referendo no fim do mês", e convidou as partes para "iniciar um diálogo sério e duradouro com Bagdá".   

Para os norte-americanos, o referendo "distrai os esforços de derrotar o Isis e estabilizar as áreas liberadas das mãos do grupo".   

No entanto, o governo de Israel poderia apoiar e reconhecer o Curdistão, segundo o ex-cônsul da Turquia em Irbil, que é capital da região, Audin Selcen. Em entrevista à agência rússia Sputnik, ele afirmou que os israelenses seriam os "primeiros" a reconhecer a independência por interesse na compra de petróleo do Governo Regional do Curdistão".    Desde 1990, o Curdistão é uma área autônoma e reconhecida assim pela Constituição. (ANSA)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório