Meteorologia

  • 14 DEZEMBRO 2017
Tempo
10º
MIN 10º MÁX 10º

Edição

Trump lança Oriente Médio em 'círculo de fogo', diz Erdogan

Presidente turco refere-se à controversa decisão do seu homólogo norte-americano de reconhecer Jerusalém como capital de Israel

Trump lança Oriente Médio em 'círculo de fogo', diz Erdogan
Notícias ao Minuto Brasil

07:46 - 07/12/17 por Notícias Ao Minuto

Mundo Jerusalém

O Presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, acusa o seu homólogo norte-americano, Donald Trump, de lançar o Oriente Médio para um "círculo de fogo" com a sua controversa decisão de reconhecer Jerusalém como a capital de Israel.

"Fazer isso é lançar a região para um círculo de fogo", afirmou Erdogan, aos jornalistas no aeroporto de Ancara.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reconheceu na quarta-feira (6) Jerusalém como capital de Israel, tornando-se no único país do mundo a tomar essa decisão, que representa uma ruptura com décadas de neutralidade da diplomacia norte-americana no âmbito do dossiê israelo-palestiniano.

"Trump, o que é que você quer fazer? Os líderes políticos não estão lá para agitar as coisas, mas antes para pacificá-las. Agora, com estas declarações, Trump cumpre as funções de uma batedeira", disse Erdogan no aeroporto da capital, perante uma multidão que exibia cartazes com mensagens como "Abaixo Israel" ou "Não se renda, a nação te apóia".

+ Entenda o impasse sobre Jerusalém, Israel e EUA

"Os Estados não respeitam de todo as decisões da ONU. Até agora, além dos Estados Unidos e Israel, nenhum país violou a decisão da ONU de 1980", afirmou o Presidente turco em referência à resolução das Nações Unidas, que define Jerusalém como cidade ocupada e apela para que não sejam instaladas embaixadas até que o conflito seja resolvido.

"É impossível entender o que é que Trump pretende conseguir ao trazer novamente este assunto para a ordem do dia", observou Erdogan, sublinhando que Jerusalém é uma cidade santa para judeus, cristãos e muçulmanos.

O Presidente turco recordou a convocação de uma reunião extraordinária de líderes da Organização para a Cooperação Islâmica, que deve acontecer na quarta-feira na cidade de Istambul e abordará a questão.

"Estou chamando vários dirigentes, e não apenas de países islâmicos. Pedi para falar com o papa [e] iremos conversar esta noite ou amanhã, porque [Jerusalém] também é um templo para os cristãos. Falarei com [o Presidente russo, Vladimir] Putin, com a Alemanha, Inglaterra, França, Espanha", salientou Erdogan.

"Se Trump pensa que é forte e, por isso, tem a razão, engana-se. Os fortes não têm razão, os que têm razão são os fortes", concluiu o Presidente turco antes de partir para uma visita oficial à Grécia, a primeira de um chefe de Estado turco em 65 anos. Com informações da Lusa.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório